“Não valemos nada”: após morte durante gravações, figurantes da Globo reclamam de...

“Não valemos nada”: após morte durante gravações, figurantes da Globo reclamam de más condições

0
Compartilhar
Joseph Lima dos Santos, de 23 anos, morreu após passar mal nas gravações da novela "O Sétimo Guardião", da Globo

Após a morte do figurante Joseph Lima dos Santos, de 23 anos, após passar mal durante as gravações de “O Sétimo Guardião”, em fevereiro, colegas de trabalho expõem as, segundo eles, más condições que enfrentam no dia a dia.

“Não valemos nada. Se o figurante morrer num set [estúdio], a gravação vai continuar. Eles continuaram a gravação como se não tivesse acontecido nada ou como se tivesse morrido um cachorro que você coloca no canto”, afirmou um figurante, que pediu anonimato, ao “Notícias da TV”, do Uol.

Outro figurante reclamou que a emissora “tirou o corpo fora”. “Ele passou mal sentado dentro do ônibus. Desmaiou, e ali ele morreu. Imediatamente a senhora Rede Globo de Televisão tirou ele numa maca e levou para o hospital para dar o óbito lá. A Globo diz que ele morreu no hospital para tirar o corpo fora”.

Publicidade

Em nota, a Globo afirmou: “Globo reitera que lamenta profundamente, presta solidariedade e acompanha toda a assistência dada à família de Joseph pela empresa da qual era funcionário”.

R$ 60 por dia de trabalho

Terceirizados, os figurantes dizem receber R$ 60 por dia de trabalho, dos quais são descontados 11% de impostos.

“Desse valor tem de tirar o transporte e um lanche muitas vezes. Muitas diárias demoram mais de dez horas, e os figurantes só ganham uma alimentação”, afirmou, ao “Notícias da TV”, Nani Cardoso, ator e produtor de veículos de cena.

Compartilhar

Comentários