Leandro Conceição

publicidade

O novo comandante da Guarda Civil Municipal (GCM) de Osasco, Raimundo Pereira Neto, tomou posse em solenidade na manhã de quarta-feira, 1º, com foco no combate aos arrastões nos pontos de ônibus e aos polêmicos pancadões, entre outras ações para aumentar a segurança no município. Inspetor de carreira, ele está na GCM há 25 anos.

Para coibir os arrastões, a GCM realiza, desde o início de janeiro, a Operação Amanhecer Seguro, com rondas nos pontos de ônibus nas primeiras horas do dia.

publicidade

“Hoje, a partir das 4h da manhã, já tem viaturas circulando nas vias onde tem mais fluxo, desde a periferia até a área central”, afirmou Raimundo Pereira Neto.

Como estratégia para combater a realização dos bailes funk ao ar livre, os chamados pancadões, no município, a GCM passou a monitorar as redes sociais, onde costumam ser convocados os “fluxos”.

publicidade

Guarda monitora redes sociais para combates “fluxos” 

“A gente está trabalhando com a informação antecipada. Normalmente quem promove esse tipo de evento acaba divulgando nas redes sociais, no WhatsApp, e a gente montou uma central de inteligência [para monitorar e coibir]”, afirmou o prefeito Rogério Lins (PTN).

“São pontos viciados da nossa cidade. Temos muitos problemas [de pancadões] no Jardim Conceição, no Padroeira – nas casinhas –, entre outros bairros da cidade. Então, a gente já monta a estratégia de ocupação, nada repressivo, nem ostensivo, uma operação de ocupação antecipada no local. Ocupamos o espaço, no Primeiro de Maio, entre outros locais, e entramos com o diálogo [com a comunidade]”, explicou o prefeito.

Trabalho intersecretarial 

De acordo com Lins, é realizado um trabalho intersecretarial, envolvendo agentes de segurança e a Secretaria de Cultura, para definir alternativas aos pancadões.

A ideia, afirmou, “é fazer um diálogo no sentido de que a gente não é contra a diversão do jovem. Mas que ele não vai fechar mais ruas, ficar até 6h, 7h da manhã com som muito alto, prejudicando a ordem pública”.

Guardas vão atuar na ronda escolar 

A GCM de Osasco vai atuar na ronda escolar para combater a violência no entorno de escolas do município. Com o efetivo abaixo do considerado ideal (leia abaixo), de início serão cerca de 20 guardas e cinco viaturas atuando na área.

“Vamos mapear, pelos índices de violência de cada região, e distribuir, de início, essas cinco viaturas”, explicou o novo comandante da Guarda Municipal, Raimundo Pereira Neto “E, paulatinamente, vamos atuar nos demais bairros”, completou.

GCM tem menos de um terço do efetivo considerado ideal, avalia prefeito 

A Guarda Municipal de Osasco funciona hoje com menos de um terço do efetivo considerado ideal. É o que avalia o prefeito Rogério Lins (PTN). De acordo com ele, a cidade tem cerca de 250 guardas em atividade, enquanto deveria ter em torno de 800.

Segundo Rogério Lins, a administração municipal planeja abrir concurso público para aumentar o efetivo da Guarda, mas antes é preciso atender a reivindicações da categoria, como aumento salarial, para tornar o cargo mais atraente.

O prefeito declarou que atualmente, com pouco mais de R$ 1,1 mil de salário inicial, o vencimento dos guardas “é um dos piores da região” e “não é compatível com a função”.

Comentários

1 COMENTÁRIO

  1. É sempre a mesma ladainha,nas campanhas prometem que vão valorizar os funcionários, que vão dar aumento salarial, entra prefeito, sai prefeito e até agora, nada de aumento.Estamos há dois anos, sem repasse de inflação,sem aumento real, sem pagamento de letras, sem plano de carreira e apenas nove reais de aumento de sexta básica . Será que eles pensam que os funcionários são burros ou tem memória curta.Vamos ver se esse vai ser diferente kkkkkk.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui