Novo golpe: grupos “Pix 1 real” podem ser esquema de pirâmide financeira

0
pix whatsapp pirâmide
Foto: Reprodução/TechTudo

Grupos no WhatsApp para receber Pix viralizaram nas últimas semanas e chamaram a atenção nas redes sociais. Para entrar nas conversas, chamadas “Pix R$ 1″, é preciso fazer Pix de R$ 1 e, em seguida, convidar outras pessoas que terão de fazer o mesmo para serem adicionados.

publicidade

Com a falsa promessa de “Receber Pix toda hora” e assim ganhar dinheiro fácil, os integrantes do grupo convidam mais pessoas para conseguir acumular R$ 1 a cada convite aceito. Para atrair a atenção das pessoas, os participantes também usam outras redes sociais para fazer o convite e mostram prints de extratos bancários com vários Pix de R$ 1 recebidos durante o dia.

“Como há uma promessa de ganho financeiro que induz a pessoa a acreditar em algo que não se concretizará, é considerado crime contra a economia popular porque faz com que várias pessoas tenham um prejuízo”, alerta a especialista em crimes eletrônicos e econômicos Carla Rahal Benedetti, ao TechTudo.

publicidade

A prática é considerada um esquema de pirâmide que, além de causar prejuízos aos envolvidos, é ilegal de acordo com a Lei nº 1.521/1951. A pena para esquemas de pirâmide é de seis meses a dois anos de detenção e multa.

Denuncie

Procurado pelo TechTudo, o WhatsApp afirmou que “não permite o uso do seu serviço para fins ilícitos ou não autorizados, como violar direitos de terceiros, incitar ou encorajar condutas ilícitas e inadequadas, incluindo a coordenação de danos reais”. A empresa explicou ainda que os usuários podem reportar “condutas ou contatos inapropriados” diretamente nas conversas, por meio da opção “denunciar”, que está disponível no menu do aplicativo.

publicidade

Já o Banco Central, responsável pela operação do Pix, declarou que qualquer meio de pagamento pode ser usado para prática de golpes, e recomenda que eventuais esquemas sejam denunciados à polícia.

Para identificar sistemas de pirâmide financeira, é necessário estar atendo às promessas de ganho de dinheiro fácil e rápido, além de propostas lucrativas por meio do recrutamento de pessoas. Quem costuma usar Pix, pode ainda optar pela chave aleatória em vez de usar o CPF como chave no momento das transações.

Especialistas alertam ainda para o risco das transferências online. Expor dados, como número de celular, CPF, entre outras informações que também podem ser usadas como chaves do Pix, em grupos com pessoas desconhecidas pode ainda abrir brechas para outros golpes.

U$ 4 BILHÕES // Cristiano Ronaldo troca Coca-Cola por água em coletiva e gera prejuízo bilionário à empresa

Comentários