Nuvens carregadas na política

0

A formação dos novos ministérios da presidente reeleita Dilma Rousseff atraiu toda sorte de críticas e especulações. A lamentação não é diferente a cada reforma ministerial dos governos do PT desde que Lula assumiu pela primeira vez, há 12 anos. E ao olhar mais atento, de fato, não deveria haver razões para achar que a formação seria diferente ou de alguma forma menos eficiente: Dilma olhou com cautela o que as urnas disseram para abrigar nos espaços políticos as forças que se aglutinaram à sua volta, na razão da importância que demonstraram na urnas.
No entanto, na prática, a história é outra. Antes mesmo das primeiras ações, alguns dos nomes indicados, como o de Kátia Abreu (Agricultura), não escondem suas divergências de conceitos com os demais aliados ou com as bandeiras pétreas do próprio PT.

publicidade

Clima vai esquentar, ainda que esteja chovendo pedra

Pior, no caso do anúncio de ajustes de benefícios sociais dos trabalhadores, a decisão partiu de áreas do governo consideradas da cota da presidente, ou seja, nomes escolhidos por critérios mais técnicos e afinidade política. Benefícios cuja defesa, na campanha, foi objeto específico do discurso que conduziu à reeleição.

Diante de outros sinais e notícias de cortes e ajustes, a realidade ajuda a compor um cenário preocupante. Repleto de nuvens carregadas, sujeitas a chuvas e trovoadas.
Mas, ainda pior, o prognóstico de instabilidade se agrava com as ações no âmbito estadual e regional. Por um lado, o governo do estado ainda não apresentou solução para a crise hídrica e seu novo comando na Segurança Pública já atacou o Estatuto da Criança e do Adolescente, desviando o foco dos problemas da segurança em São Paulo. Por outro, a Capital e os municípios da Grande São Paulo anunciam medidas que contrariam a grita da massa que foi às ruas contra o aumento das tarifas de transportes em 2013.

publicidade

Em todas as esferas, as decisões vão sendo apresentadas sem usar canais de diálogo e sem os dados e planilhas prometidos à sociedade. Não é preciso ser meteorologista para prever que o clima vai esquentar, ainda que esteja chovendo pedra.

publicidade

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFrases
Próximo artigoCharge