O sonho não acabou

0

“Quando se sonha sozinho é apenas um sonho. Quando se sonha junto é o começo da realidade.” assim falou D. Quixote.
Ao chegar no final da Copa do Mundo do Brasil passei a ter ainda mais convicções em relação aos sonhos que tenho construído em minha vida. E são sonhos que ajudam a desenhar um caminho de oportunidades.
A minha trajetória pessoal, a exemplo de outros tantos companheiros do movimento sindical, sempre foi um testemunho a favor da possibilidade de se construir um mundo novo, de mais igualdade, paz e justiça.
Mesmo quando eram grandes as barreiras e as dificuldades que alguns traduziam como muralhas intransponíveis, eu sempre estive do lado daqueles que diziam: “Eu acredito”.

publicidade

Muitas vezes, inclusive, é grande a irritação, afinal de contas, quantas não foram as vezes em que ouvi afirmações do tipo: “lugar da mulher é na cozinha”, “a sociedade sempre funcionou dessa maneira e nunca vai mudar”.
E quando o presidente Lula anunciou a possibilidade de fazer aqui no Brasil a Copa do Mundo, novamente se levantaram as vozes da descrença e do pessimismo. Mais uma vez o país foi colocado em xeque sobre as possibilidades de fazer bem feito um projeto dessa magnitude.
É verdade que as coisas não saíram exatamente como imaginávamos, afinal, ninguém imaginava a possibilidade do “desastre” ocorrido na partida contra a Alemanha. Houve também atrasos em obras e uma série de outras dificuldades.

Mas ao final desse processo tenho a plena certeza que a presidenta Dilma está certa quando disse que esta será “a Copa das Copas”. Foram milhares de turistas estrangeiros que aprenderam a respeitar e admirar muitos aspectos de nossos valores e nossa cultura.

publicidade

E o povo brasileiro, que deu um belo espetáculo de cidadania e de organização em muitos aspectos ao longo desse mundial, saíra desse tempo com um grande legado, patrimônio este que permanecerá para o Brasil e para o seu povo.
Agora é hora de ter serenidade para avaliar com responsabilidade os distintos aspectos da realização da Copa 2014, sabendo-se inclusive que dentro de dois anos o país sediará os Jogos Olímpicos.
Estamos, portanto, diante de um tempo em que precisamos afirmar com muita certeza que o sonho nunca acabará para quem tem fé na vida, nas pessoas e no país.

publicidade

Comentários