Obras paradas deixam bairro em estado de abandono

5

Moradores do bairro Sagrado Coração, em Jandira, sofrem com ruas sem asfalto e entulho / Foto: Eduardo Metroviche
Moradores do bairro Sagrado Coração, em Jandira, sofrem com ruas sem asfalto e entulho / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

Leandro Conceição

Os moradores da região do bairro Sagrado Coração, em Jandira, reclamam da paralisação, há mais de um ano, das obras da primeira fase do projeto do Corredor Oeste, realizado pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), do governo do estado, no trecho entre Itapevi e Jandira.
Com as obras paradas, o estado de abandono predomina na área, com mato alto cobrindo parte das ruas enlameadas, buracos nas vias asfaltadas, entulho e restos de obras. Imóveis desapropriados há dois anos ainda não foram demolidos.

“É uma situação de muito descaso”, reclama morador

publicidade

“Sofremos um transtorno grande. Quando chove as ruas ficam intransitáveis, com lama e grandes poças d’água. Tem imóveis que foram desapropriados para as obras, estão abandonados e acabam sendo usados por criminosos. Os assaltos cresceram na região”, protesta o encarregado de recursos humanos Dirceu Gomes de Carvalho.

Para o DJ Renato Ângelo de Freitas, conhecido como Max Venox, “é uma situação de muito descaso com o bairro, com muita coisa errada”.
Dirceu Carvalho reclama que “destruíram o que estava bom e não estão fazendo nada”. Freitas também avalia que o bairro é “bom de morar”, mas a situação deixada pelas obras paradas do Corredor Oeste vem complicando a vida dos moradores.

publicidade

As obras do trecho de cinco quilômetros entre Itapevi e Jandira do Corredor Oeste começaram em abril de 2011 e inicialmente tinham previsão de entrega para 2012. Agora, de acordo com a EMTU, a estimativa é que o trecho seja entregue no segundo semestre de 2014.

Projeto deve recomeçar em agosto, diz EMTU

Em nota, a assessoria da EMTU diz que as obras do corredor Oeste no trecho Itapevi-Jandira devem recomeçar em agosto, com previsão de conclusão em até um ano. Sobre a paralisação do projeto, a empresa do governo do estado explica que em fevereiro deste ano rescindiu o contrato com o consórcio responsável pelas obras devido ao descumprimento dos prazos estipulados.

Com isso, em março foi publicado um novo edital para a contratação de outra empresa para dar continuidade às obras, que teve de ser adiado devido a questionamentos recebidos. Agora, a escolha da empresa que continuará as obras do trecho Itapevi-Jandira do Corredor Oeste deve ocorrer em julho.
Ainda de acordo com a EMTU, outro trecho do projeto, entre Jandira e Osasco, no Km 21, deve ter as obras iniciadas até setembro.

O projeto
O Corredor Oeste deve ter 23,6 quilômetros de extensão, segundo a EMTU, entre Itapevi e o bairro do Butantã, em São Paulo, passando também pelas cidades de Jandira, Barueri, Carapicuíba e Osasco, com novos terminais de ônibus e ligação com a CPTM. Inicialmente foi divulgado que o trecho teria 33 quilômetros.

Comentários