Os trabalhadores nas ruas e a era da informação

0

A manifestação unificada do Dia de Nacional de Lutas, com paralisações pontuais de diversas categorias e protestos descentralizados por todo o país, levou novamente às ruas reivindicações históricas do movimento sindical. Em quase todos os tópicos não havia, de fato, novidades. Com todas as suas diferenças ideológicas e políticas, as centrais fecham questão e falam em uníssono acerca de questões fundamentais na ordem do dia de milhões de assalariados pelo país.

publicidade

Na maioria dos locais, o protesto ocorreu de maneira pacífica e ordeira. Mesmo assim, uma parcela grande da imprensa tradicional tratou de descaracterizar e desqualificar o movimento e as reivindicações. Velhas vozes da mídia insistiram e taxar os pontos da pauta como genéricos ou superficiais, e em muitas entrelinhas tentaram vincular as centrais e suas reivindicações a um suposto apoio ao governo.

Setores arcaicos da grande mídia estão descobrindo o poder dos cidadãos

No mesmo dia, milhares de manifestantes protestaram em frente ao prédio da Rede Globo, em São Paulo, contra o oligopólio da mídia. Não foi coincidência as duas coisas terem acontecido no mesmo dia, mesmo que não tenham sido convocadas pelos mesmos organizadores ou com as mesmas bandeiras.

publicidade

A ojeriza de alguns gigantes da imprensa em relação às bandeiras dos trabalhadores é um fato histórico. Mas os tempos são outros. Os políticos estão começando a perceber esse novo mundo das redes sociais e do acesso à informação. Tanto que as tarifas de ônibus baixaram e o Senado voltou atrás e cortou suplentes.
Agora também esses setores arcaicos da grande mídia estão descobrindo o poder dos cidadãos e sucumbindo à era da informação. Uma era em que cada um torna-se o repórter de si mesmo. Cada blog, site ou canal de vídeo na internet reverbera para o mundo o “ao vivo”. E os jornais locais e regionais ganham novas ferramentas para amplificar a voz da comunidade.

publicidade

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFrases
Próximo artigoCharge