Osasco faz seminário sobre Trabalho Decente

0

Mesa teve membros de diversos setores da sociedade / Foto: Fernando Augusto
Mesa teve membros de diversos setores da sociedade / Foto: Fernando Augusto

publicidade

Foi realizado na terça-feira, 5, no campus da Unifesp, o seminário “A construção de uma agenda do trabalho decente em Osasco”. O conceito de Trabalho Decente foi criado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e consiste em “promover oportunidades para que homens e mulheres possam conseguir um trabalho decente e produtivo em condições de liberdade, equidade, segurança e dignidade humanas”. O seminário contou com a participação de representantes da OIT, da prefeitura de Osasco, do setor empresarial e sindical.

A secretária de Trabalho de Osasco, Monica Veloso, explicou que o seminário tem o objetivo de articular os atores envolvidos na agenda do Trabalho Decente e também observar as experiências práticas de outros municípios que já implementaram ações neste sentido. “O Trabalho Decente tem três eixos. Trabalho decente, trabalho decente para o emprego e trabalho decente para a juventude. Estamos utilizando os três eixos para construir o trabalho aqui”, disse.

publicidade

Paulo Sergio Muçouçah, representante da OIT, as agendas municipais conseguem trazer para o dia a dia a ideia de que não é qualquer trabalho que traz dignidade. “Só o trabalho com segurança, saúde e rendimento é que eleva o ser humano”, afirmou. Muçouçah lembrou que o momento é propício para a discussão do Trabalho Decente, já que a situação da economia do país tem se refletido em aumento do desemprego e tentativas de redução nos direitos dos trabalhadores. “Uma agenda do Trabalho Decente pode ajudar na preservação de direitos”, disse.
O representante do Centro das Indústrias do Estado (Ciesp), Fabio Fonseca, também falou sobre a relação entre a crise econômica e a discussão do Trabalho Decente. “As empresas da região vão dar continuidade com muito entusiasmo a esse debate. Não é a crise que vai servir de desculpa para não se discutir condições de trabalho decente nas indústrias”, garantiu. (Fernando Augusto)

publicidade
Comentários