Osasco foi palco do jogo mais aleatório do ano, que teve até ex-jogador que inspirou “Capitão Tsubasa”

0
capitão tsubasa osasco

Com direito à presença até de Musashi Mizushima, ex-jogador japonês que se profissionalizou no São Paulo no início da década de 1980 e inspirou a criação do personagem Oliver Tsubasa, protagonista do mangá e, depois, animação “Capitão Tsubasa” (ou “Super Campeões”, nome que recebeu no Brasil), o amistoso entre Osasco Audax (sub20) e seleção do Tajiquistão (sub17) foi tema de reportagem especial no portal Globoesporte.com. Mizushima é uma espécie de auxiliar técnico no Tajiquistão.

publicidade
tajiquistão osasco
Jogadores do Tajiquistão comemoram gol contra o Audax — Foto: Divulgação/FFT

Definida como a partida mais aleatória do ano, ela foi disputada no estádio do Rochdale, na noite de terça-feira (22), e terminou empatada em 2 x 2, com momentos marcantes, como o choro e redenção do goleiro do Tajiquistão, Shohrukh.

Ele falhou em um dos gols osasquenses, foi substituído, saiu de campo chorando, voltou ao jogo após o goleiro que o substituiu se machucar e defendeu o pênalti que manteve o empate no confronto.

publicidade

Com frio, em uma noite em que fazia 18º, os reservas da seleção tajique tiveram de recorrer a um cobertor no banco. Na arquibancada, cerca de 50 torcedores acompanharam a partida, muitos em busca do que definem como “futebol raiz”.

A República do Tajiquistão fica na Ásia Central. Faz fronteira com China, Afeganistão, Quirguistão e Uzbequistão. A seleção de futebol do país, que fazia parte da União Soviética, está no Brasil devido à disputa do Mundial Sub17. Os tajiques estão no Grupo E da competição, ao lado de Argentina, Espanha e Camarões.

publicidade

Confira a reportagem do Globoesporte.com sobre a partida mais aleatória do ano, entre Osasco Audax e Tajiquistão aqui.

Comentários