Osaskitto: Crônicas de um palhaço de hospital

Osaskitto: Crônicas de um palhaço de hospital

0
Compartilhar

6-Osaskitto

Divergentes

Ao entrar na UTI Infantil, havia uma garotinha muito esperta. Tinha seus 5 anos de idade, morena clara, de cabelos negros e longos. No momento em que tentava fazê-la sorrir, fui surpreendido com uma super notícia que me deixou muito contente: a enfermeira disse olhando para a pequena paciente que no último final de semana ela havia sido visitada por outro grupo de doutores palhaços, mas a menina ainda estava inconsciente, devido a um acidente de trânsito. Dentro do automóvel haviam mais duas crianças e o carro capotou. Infelizmente a garotinha estava sem cinto de segurança e foi arremessada para fora do veículo.

Publicidade

 
E quando os doutores palhaços com seus instrumentos começaram a tocar e a cantar, a pequena paciente foi acordando de seu soninho de princesa enfeitiçada e despertando novamente para a vida. Ela ficou tão encantada com os narizes vermelhos e a tiara de uma das palhacinhas, que os queria pra si.

 
Foi um sopro de Deus que se manifestava em um grupo de palhaços chamados Doutores do Coração.
Esse relato foi apenas um jeito de homenagear a todos os grupos de palhaços profissionais ou voluntários que estão espalhados dentro dos hospitais brasileiros e do mundo todo. Sabe por que? “…Porque sorrir faz bem e usar cinto de segurança também!”

Compartilhar

Comentários