Padilha promete conclusão do Corredor Oeste

0

Padilha - Leandro ConceiçãoO candidato do PT ao governo do estado, Alexandre Padilha, participou de caminhada no calçadão de Carapicuíba na noite de quarta-feira, 30. O ato reuniu candidatos a deputado e lideranças políticas do PT e partidos aliados e cerca de 700 militantes, segundo a organização.

publicidade

Em discurso, Padilha destacou projetos para o desenvolvimento local e criticou a demora do atual governo do estado na execução do projeto do corredor Oeste (que começou a ser discutido há duas décadas). A via ligará Itapevi à estação Butantã do Metrô passando por cidades da região.

“Eleito governador, vou voltar aqui para inaugurar o corredor Oeste. Farei isso reconhecendo a importância dos prefeitos e do Governo Federal para viabilizar a obra”, declarou.

publicidade

O candidato petista ainda destacou a necessidade de implantar novas escolas estaduais em Carapicuíba – a última foi entregue em 2006.

Nos ombros
Um dos momentos que chamaram a atenção na caminhada foi quando Padilha, cercado por uma multidão de militantes no calçadão, foi erguido nos ombros pelo senador Eduardo Suplicy (PT-SP), candidato à reeleição.

publicidade

“Foi a caminhada mais animada até agora. Na hora que fui falar, o Suplicy me disse: ‘É tanta gente que, para as pessoas te enxergarem, vou ter que te levantar’. Eu pensei que ele estava brincando e quando vi, ele, com 73 anos, estava me levantando com seu muque de boxeador”, contou Padilha.

Ex-pugilista amador, Suplicy disse que a rotina de atividade física o estimulou a levantar o companheiro. “Achei que o Padilha só seria bem ouvido e bem visto se ficasse em um lugar alto. No impulso, levantei o Padilha. Como faço bastante exercício, me senti encorajado”.

Petista minimiza baixo índice em pesquisas

Em entrevista exclusiva ao Visão Oeste antes do início da caminhada em Carapicuíba, Alexandre Padilha minimizou seu baixo índice nas pesquisas de intenção de voto a governador do estado realizadas até o momento. O último levantamento, divulgado pelo Ibope na noite de quarta, 30, aponta o petista com 5% das intenções de voto, ante 11% de Paulo Skaf (PMDB) e 50% do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que busca a reeleição.

“A nossa é a única campanha que está na rua, que junta mais de mil pessoas em caminhadas todos os dias, nas regiões metropolitanas, e pesquisas são fotografias de momento. Todo mundo já viu essa história, de um candidato começar lá embaixo, sobretudo um candidato desconhecido, como eu, crescer ao longo da campanha”, afirmou Padilha.

“A campanha começou agora, estamos tendo a oportunidade de conversar nas ruas, apresentar propostas. Teremos a campanha na TV e temos o envolvimento do [ex-presidente] presidente Lula, da presidenta Dilma”, completou.

Durante ato, jovens chamam a atenção ao tirar a blusa contra “sociedade machista”

Durante a caminhada de Alexandre Padilha no calçadão de Carapicuíba, um grupo de cinco jovens estudantes, três garotas e dois rapazes, chamou a atenção ao tirar a blusa, tapando os seios, para chamar a atenção contra o machismo.

“Nós somos feministas, a sociedade é muito machista”, declarou a jovem Ana Késia, com dois adesivos de campanha de Padilha usados como tapa seios e mensagens contra o machismo na barriga e nas costas.

“A mulher não pode sair na rua com uma roupa curta, com um decote a mais, do jeito que ela quer. No mercado de trabalho a mulher continua ganhando menos que o homem”, explicou ela.

O grupo fazia parte da militância da União da Juventude Socialista (UJS), ligada ao PCdoB, do vice de Padilha, Nivaldo Santana.

Comentários