Para não aumentar passagem, Prefeitura amplia subsídio

0

Preço será subsidiado em R$ 0,15, o que deve gerar impacto de R$ 5 milhões / Foto: Bianca Santos
Preço será subsidiado em R$ 0,15, o que deve gerar impacto de R$ 5 milhões / Foto: Bianca Santos

publicidade

O valor da passagem de ônibus em Osasco não deve subir este ano. Para manter o valor em R$ 3,00, o prefeito Jorge Lapas (PT) enviou um Projeto de Lei à Câmara Municipal pedindo o aumento do subsídio do município ao custeio das tarifas.

Pela proposta, o preço será subsidiado em R$ 0,15 pelo município, o que, segundo a administração municipal, deve gerar um impacto anual de cerca de R$ 5 milhões aos cofres públicos da cidade.
Em sua mensagem enviada ao Legislativo, Jorge Lapas diz que o projeto de lei tem por objetivo restabelecer o equilíbrio econômico financeiro dos contratos de concessão com as empresas sem a necessidade de aumentar o preço da tarifa, o que, argumenta, vai ao encontro das metas sociais de seu governo.
O repasse do subsídio às empresas de ônibus será gerenciado pela Companhia Municipal de Transportes de Osasco (CMTO).

publicidade

Protestos de junho
No ano passado, o aumento do valor das tarifas de ônibus em diversos municípios causou uma série de protestos populares durante o mês de junho. As manifestações fizeram com que diversas Prefeituras desistissem do reajuste. Entre elas, as seis que faziam parte do Consórcio Intermunicipal da Região Oeste (Cioeste) – que hoje é composto por sete municípios.
Em Osasco, para voltar atrás do aumento de R$ 3,00 para R$ 3,30 a Prefeitura passou a subsidiar a tarifa, inicialmente com R$ 2 milhões da arrecadação com o Imposto Sobre Serviços (ISS).

publicidade
Comentários