Passa de mil número de mortes por covid-19 em Osasco

São, até o momento, 26.415 casos confirmados de covid-19 registrados no município. Prefeitos vivem expectativa pela chegada de vacinas

0
Marcelo Deck

Ultrapassou a marca de mil o número de mortes em decorrência da covid-19 em Osasco, segundo boletim divulgado nesta segunda-feira (11) pela Prefeitura. São, até o momento, um total de 1.003 óbitos causados pela doença no município. Em todo o país, são mais de 200 mil.

publicidade
ni da pizzaria covid osasco
O vereador Ni da Pizzaria é uma das mais de mil vítimas fatais da doença no município

 

Entre as mortes pelo novo coronavírus relacionadas ao município, 548 aconteceram em Osasco e 455 em outras cidades, de acordo com a Prefeitura osasquense.

publicidade

Osasco tem hoje 60% dos leitos de emergência e 18% dos respiradores ocupados. São, até o momento, 26.415 casos confirmados de covid-19 registrados no município, com 25.273 pacientes recuperados.

covid-19 osasco
Reprodução

À espera da vacina

Na semana passada, o prefeito Rogério Lins (Podemos) anunciou que Osasco já tem um estoque de 400 mil seringas e agulhas para iniciar a vacinação contra a covid-19. “Já estamos com o plano de vacinação pronto, com profissionais e logística para garantir toda estrutura necessária para a vacinação”, declarou.

publicidade

O governo do estado pretende iniciar dia 25 de janeiro, em grupos de risco, a aplicação da vacina Coronavac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac com parceria do Instituto Butantan. Para isso, depende de liberação da Anvisa.

Também na expectativa da vacina, o prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB) fez duras críticas à atuação do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesta questão. “Quando é que o governo federal vai mandar vacina para os municípios, para o nosso país?”, questionou Furlan.

“O governo federal tem que se manifestar, não pode ficar alheio a isso, não pode ficar com conversa mole. Aquele ministro da Saúde que não entende absolutamente nada de saúde, um presidente medíocre que francamente não apresenta absolutamente nada, nem para a saúde, para a vida das pessoas, nem para a economia”, afirmou o prefeito de Braueri.

Comentários