PDT fecha aliança com Paulo Skaf nesta sexta-feira

0
O presidente da Federação das Indústrias do Estado (FIesp) e pré-candidato ao governo, Paulo Skaf / Foto: José Cruz/ABr

O presidente da Federação das Indústrias do Estado (FIesp) e pré-candidato ao governo, Paulo Skaf / Foto: José Cruz/ABr
O presidente da Federação das Indústrias do Estado (FIesp) e pré-candidato ao governo, Paulo Skaf / Foto: José Cruz/ABr

publicidade

Fernando Augusto

A executiva estadual do PDT vai referendar nesta sexta-feira, 6, a decisão de apoiar a candidatura de Paulo Skaf (PMDB) ao governo do estado. Em troca o partido vai indicar o ex-deputado José Roberto Batochio a vice na chapa. Até então, o PDT anunciava o deputado estadual Major Olímpio como pré-candidato ao Palácio dos Bandeirantes, mas negociava com PMDB e PT.
PMDB e PDT selam a aliança em evento na Capital que deve ter a presença do vice-presidente da República Michel Temer. De acordo com o secretário-geral do PDT no estado, Lúcio Maluf, as negociações com PT, que vai lançar Alexandre Padilha, e PMDB, eram conduzidas pelo ex-ministro Carlos Lupi, presidente nacional do PDT. O partido vai apoiar a candidatura à reeleição da presidente Dilma Rousseff, que terá, portanto, dois palanques no estado.

Partido terá vice na chapa do PMDB

publicidade

“O PDT tinha preferência por participar na chapa majoritária e o Skaf nos ofereceu em uma negociação onde deixou claro que seremos ouvidos na formulação das propostas de governo”, disse Lúcio Maluf. Ele explicou ainda que a escolha de Batochio foi um consenso entre os dois partidos e pesou o tempo de convivência que este tem com Skaf.
Para o dirigente do PDT, o acordo com o PMDB fortalece a oposição ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) no pleito de outubro. Na sua avaliação, em um eventual segundo turno, os eleitores de Alexandre Padilha migrariam quase que totalmente para o presidente da Fiesp. “Ou o Alckmin vence no primeiro turno ou perde a eleição”, aposta.
Proporcionais

O presidente do diretório do PDT em Osasco, Milton Cavalo, informou que Major Olímpio, que era o pré-candidato do partido ao governo, tentará uma cadeira na Câmara dos Deputados. Após ter ganhado visibilidade nos últimos meses, a legenda espera que ele turbine a chapa de deputados federais. Lúcio Maluf diz que o objetivo é eleger três ou quatro federais e o mesmo número de deputados estaduais. O vereador osasquense Alex Sá, o Alex da Academia, é um dos que tentará uma vaga na Assembleia Legislativa.

publicidade

Comentários