Peccioli diz que Mori ou Benedito Fernandes podem ser candidatos

0
Silvinho Peccioli e a rejeição das contas

“Vou deixar meu nome à disposição do grupo político que me apoiou” / Foto: Eduardo Metroviche
“Vou deixar meu nome à disposição do grupo político que me apoiou” / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

Fernando Augusto

Nesta semana foi confirmado que Santana de Parnaíba terá mesmo nova eleição. A data ainda não foi marcada e nem definido o período de campanha eleitoral. Por enquanto, o filho do prefeito cassado, vereador Elvis Cezar (PSDB), ocupa o cargo de prefeito interino.

Ex-prefeito critica pesquisa divulgada semana passada

publicidade

O ex-prefeito Silvinho Peccioli (DEM), que foi derrotado na eleição de outubro pelo prefeito afastado Antonio da Rocha Marmo Cezar (PSDB), disse ao Visão Oeste nesta quinta-feira, 29, que pode não ser o candidato na nova eleição. “Vou deixar meu nome à disposição do grupo político que me apoiou, mas temos também como opção o [ex-vereador] Pedro Mori (PSB) e o [ex-prefeito] Benedito Fernandes (PTB)”, afirmou.

Peccioli diz que o grupo tem o apoio de seis dos 14 vereadores da cidade e que a campanha será no sentido de “esclarecimento do eleitor”. O candidato do grupo vai tentar convencer o eleitorado de que Marmo Cezar agiu de má-fé ao sair candidato sabendo do problema que poderia ter no futuro por ter tido as contas rejeitadas quando foi presidente da Câmara Municipal no ano 2000.

publicidade

Questionado sobre pesquisa divulgada na semana passada pelo Instituto MAS, que mostra que tanto Marmo como Elvis venceriam Peccioli, o ex-prefeito criticou o instituto. Para Peccioli, o levantamento deveria ter sido divulgado como uma enquete e não uma pesquisa eleitoral. “O que fizeram foi uma grande traquinagem”, disparou.
O mais provável é que a nova eleição para prefeito em Santana de Parnaíba aconteça em novembro.

Comentários