Pesquisa aponta Elvis com 56,2% das intenções de voto

0

graficoWilliam Galvão

publicidade

Divulgada pelo Instituto MAS na última terça-feira, 12, pesquisa de intenção de votos para a eleição suplementar de Santana de Parnaíba, que acontecerá no dia 1º de dezembro, indica o candidato Elvis Cezar (PSDB) na frente com 56,2% dos votos, na consulta estimulada.

Peccioli tem 43,5% de rejeição, ante 12,4% do candidato tucano

Seu principal oponente, Silvinho Peccioli (DEM), ex-prefeito da cidade, obteve 24,6% das intenções de voto. Na sequência aparece Nunes Ambiental (PMN), com 1,7%, enquanto Ronaldo Almança (PSOL) tem 1,2%. Com 0%, não chegaram nem a ser citados pelos entrevistados os candidatos João Carlos (PT) e Magno Mori (PSB). Os 16,2% restantes são de pessoas que responderam “nenhum” e “não sei”.

publicidade

Em junho desse ano, o instituto havia feito uma primeira pesquisa, antes mesmo da definição de novas eleições. Na época só foram citados como possíveis candidatos Elvis Cezar, seu pai Marmo Cezar (PSDB) e Silvinho Peccioli, com resultados respectivos nas intenções de votos de 3%, 50,7% e 30,7%.

Segundo o sociólogo Marcos Agostinho, a disparidade nos resultados de Elvis nas duas pesquisas não é novidade. “A população parnaibana passou a entender Elvis e Marmo Cezar como uma coisa só, um mesmo grupo político”, afirma. “Já o Silvio perde votos, a expressão da população de Parnaíba é de que se conclua o processo de mudança iniciado em junho. Não existe o desejo de reconduzir o Silvio ao governo municipal, mas a população também não morre de amores pelo governo Cezar”, avalia o sociólogo.

publicidade

Rejeição
Sob a pergunta “Em qual desses candidatos você não votaria de jeito nenhum?”, Silvinho Peccioli sai em disparada com 43,5% de rejeição. Isso significa que de cada 10 pessoas, 4 não votariam em Silvinho. Na primeira pesquisa esse número era maior, 55,2%.

Elvis Cezar seria rejeitado nas urnas por 12,4% dos entrevistados, ou seja, de cada 10, apenas 1 não votaria nele. Na sequência aparecem Magno Mori, com 3,7%; Ronaldo Almaça e João Carlos, ambos com 3,5%; e Nunes com 1,7%. 18,4% responderam nenhum e 13,2% não sabem em quem não votariam.

A pesquisa foi realizada entre os dias 2 e 5 de novembro. Foram entrevistados 402 moradores de 11 regiões diferentes de Santana de Parnaíba, maiores de 16 anos. 51% dos entrevistados foram homens e 49%, mulheres. Com margem de erro de 5%, o levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral-SP, protocolado como SP-01948/2012.

Comentários