Pesquisa mostra Giglio e Lapas empatados tecnicamente

0
Lapas promove encontros para elaborar plano de governo

Celso Giglio (PSDB) e Jorge Lapas (PDT) estão empatados tecnicamente nas intenções de voto na disputa à prefeitura de Osasco. Giglio tem 24,7%, contra 23% de Lapas, que busca a reeleição, no voto estimulado, mostra pesquisa do Instituto DataVale encomendada e divulgada nesta sexta-feira, 12, pelo jornal Diário da Região.

publicidade
Candidato do PDT tem realizado encontros em diversos bairros para discutir propostas para a cidade
Candidato do PDT tem realizado encontros em diversos bairros para discutir propostas para a cidade

Ainda de acordo com o levantamento, Rogério Lins (PTN) aparece em terceiro, com 8%. Em seguida vêm Claudio Piteri (PPS), com 2,5%; Osvaldo Verginio (PEN), com 4,2%; Willians Rafael (PMB), Valmir Prascidelli (PT) e Marcos Arruda (Rede), todos com 1%, e Solange Pall (PSOL), com 0,5% das intenções de voto estimulado.

Na pesquisa espontânea Lapas obteve 12%, Giglio 8%, Rogério Lins 3,7%, Osvaldo Verginio 2%, Willians Rafael, André Sacco, Valmir Prascidelli e Marcos Arruda 0,3%, e Solange Pall 0,2%.

publicidade
Com imbróglio jurídico, ex-prefeito está inelegível e corre o risco de ter votos anulados novamente
Com imbróglio jurídico, ex-prefeito está inelegível e corre o risco de ter votos anulados novamente

Sem Giglio
A pesquisa também avaliou as intenções de voto sem Celso Giglio, que está inelegível devido à rejeição de suas contas quando prefeito pela Câmara Municipal, da disputa. Sem Giglio, Lapas lidera com folga, com 23,8%.

Neste cenário, em seguida vêm Rogério Lins (10,7%), Claudio Piteri (4,2%), Osvaldo Verginio (6,3%), André Sacco (2,7%), Marcos Arruda (1,3%), Willians Rafael (1%); Valmir Prascidelli (0,7%) e Solange Pall (0,3%).

publicidade

Foram entrevistados 600 pessoas nos dias 8 e 9 de agosto e a pesquisa foi registrada com o número SP – 02821/2016/ TSE.

Rogério Lins aparece em terceiro no cenário com Giglio e em segundo sem o tucano
Rogério Lins aparece em terceiro no cenário com Giglio e em segundo sem o tucano

Comentários