Petista destaca Instituto do Câncer e luta na saúde

0

IMG_5483Visão Oeste: Quais são as principais realizações neste mandato na Assembleia Legislativa e os principais projetos para uma próxima legislatura?
Marcos Martins: Este mandato foi muito produtivo na Assembleia Legislativa. Conseguimos aprovar leis importantes, como a 15.313/14, que proíbe o uso de instrumentos hospitalares contendo mercúrio, a lei 14.481/11 que classifica a visão monocular como deficiência visual e o projeto de lei 441/2007, que assegura atendimento a alunos da educação básica pública por psicólogos e assistentes sociais. Este último aguarda a sanção do governador. Presidi a Comissão de Saúde entre 2011 e 2013 e visitei dezenas de hospitais estaduais para denunciar o descaso do atual governo com a saúde.
Votei contra a privatização dos parques estaduais e propus requerimento para instalar CPI para investigar a Sabesp e o descaso com os reservatórios de água que gerou esta crise da água. Conseguimos a instalação, após cinco anos de luta, do Instituto do Câncer em Osasco para atender a região, uma das conquistas mais marcantes da minha atuação parlamentar. Num próximo mandato quero estar à frente de lutas para que o Metrô chegue à região, pela descentralização e melhoria nos serviços de saúde, e para que as Delegacias da Mulher funcionem 24h. Vou trabalhar para que o governo incentive a agricultura urbana, pela expansão das universidades públicas estaduais com ampliação de vagas e políticas de cotas, e para que implante um orçamento participativo.

publicidade

“Mandato foi muito produtivo”

Fale um pouco sobre sua trajetória política.
Cheguei em Osasco em 1968, vindo do Paraná, no auge da ditadura militar. Ajudei a fundar o PT, a CUT e a regional de Osasco do Sindicato dos Bancários. Em 1988, fui eleito vereador, algo que se repetiu por mais quatro vezes. E, em 2004 ajudei o PT e o ex-prefeito Emidio de Souza a vencer as eleições e a realizar grandes transformações em Osasco. O prefeito Jorge Lapas tem ampliado ainda mais essas transformações. Nesse período, a cidade me elegeu deputado estadual por duas vezes.

Como analisa o cenário eleitoral em Osasco e região na disputa a deputado estadual?
A população está descrente quanto a uma parcela da classe política. Para mudar a percepção do cidadão, é preciso uma profunda reforma política. Desta forma será possível separar o joio do trigo e trazer os jovens para a vida política. Quanto ao processo eleitoral, estou muito confiante na reeleição.

publicidade

Comentários

publicidade