Petistas e tucanos antecipam largada para eleições de 2014

0

2013-10-02 09.50.30
Governador participou de evento em Cotia na quarta, 2
Petistas em evento na Capital dia 27.
Petistas em evento na Capital dia 27.

publicidade

Um ano antes das eleições para o governo do estado, petistas e tucanos já deram a largada para a corrida eleitoral. Isso ficou evidenciado em eventos nos últimos dias com os prováveis candidatos, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), e o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

No lançamento da candidatura do ex-prefeito de Osasco, Emidio de Souza, à presidência do PT paulista, na sexta-feira, 27, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou: “precisamos eleger o Padilha e a [presidente] Dilma [Rousseff]”.

publicidade

Emidio discursou em tom de campanha pelo ministro da Saúde e fez críticas a Alckmin: “Padilha vai enfrentar um candidato que está há quase 20 anos no Palácio dos Bandeirantes – entrou como vice de Mário Covas em 1995. E foi pelas mãos dele que o estado vendeu a Eletropaulo, privatizou as estradas, a Nossa Caixa, o Banespa”.

“Um partido que governa o estado de São Paulo ser capaz de construir apenas 1,7 km de metrô por ano não tem nada de competência; um partido que vê a criminalidade crescer e não é capaz de fazer nada, não é capaz de oferecer à população um discurso de competência”, continuou o ex-prefeito de Osasco.

publicidade

Já do lado tucano, em evento com Alckmin em Cotia na quarta-feira, 2, o deputado estadual João Caramez afirmou que “não podemos abrir mão de um governador trabalhador, empenhado, como Geraldo Alckmin”.

Já ganhou
O prefeito de Cotia, Carlão Camargo, discursou em tom de já ganhou. Ao fazer solicitações de recursos para recapeamentos na cidade ao governador, declarou: “É um pedido para o próximo mandato”.

Caramez também defendeu os investimentos das gestões tucanas no sistema ferroviário, um dos principais alvos de críticas dos petistas. “Se você for ver transporte público sobre trilhos, o nosso é um dos melhores do mundo”.

Caramez avalia, inclusive, que o sistema estadual é melhor que o de Nova York, nos Estados Unidos, “pela qualidade do trem, pela limpeza, pela organização, pelos equipamentos de segurança”.

Já os dois prováveis candidatos se esquivaram de falar sobre as candidaturas.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCotia terá Poupatempo e Fatec
Próximo artigoArtigo – Joaquim Barbosa e a ética do ódio