Início Economia Peugeot entra no ranking das 10 marcas mais vendidas no Brasil

Peugeot entra no ranking das 10 marcas mais vendidas no Brasil

0
peugeot

A Peugeot entrou para a lista das 10 marcas que mais vendem no Brasil, conquistando resultado de vendas acima da média do setor já no primeiro mês de 2022. Foram 4.083 unidades comercializadas em janeiro e 3,5% de participação de mercado, o melhor resultado desde 2008.

publicidade

A marca registrou aumento de 163% nas vendas em janeiro, na comparação a igual período de 2021, enquanto o mercado nacional teve retração de 28,3%. “Esses resultados confirmam a sólida estratégia de crescimento da Peugeot no Brasil, sustentada na experiência e satisfação do consumidor brasileiro”, explica André Montalvão, Head de Operações Comerciais Peugeot Brasil.

O executivo explica que os bons números alcançados em janeiro antecipam um ano promissor para a marca, mesmo em um cenário econômico e político incerto. “Nossa performance nos últimos meses mostra que estamos dialogando cada vez melhor com nossos clientes. Esse cenário nos faz acreditar que o crescimento da Marca é sustentável”, completa Montalvão.

publicidade

O PEUGEOT 208 continua sendo o grande destaque. Líder absoluto entre os veículos B Hatch com motorização acima de 1.0, o modelo representou 45,4% do segmento e atingiu crescimento de 156% com 1.989 unidades vendidas, em comparação com janeiro de 2021.

Top 10 marcas mais vendidas em janeiro no Brasil:

Números preliminares do Renavam mostram que a Peugeot saltou do 12° para o 9° lugar no ranking de carros mais vendidos em janeiro deste ano. A liderança ainda fica com a Fiat, que comercializou 23.300 veículos no primeiro mês de 2022.

publicidade

Confira o top 10 marcas mais vendidas em janeiro/2022 (RENAVAM)*

Marca / Vendas

1º Fiat (23.300) /

2º Volkswagen (13.258) /

3º Chevrolet (13.106) /

4º Hyundai (12.581) /

5º Jeep (11.355) /

6º Toyota (9.981) /

7º Renault (8.527) /

8º Honda (4.728) /

9º Peugeot (4.083) /

10º Nissan (3.469)

*Informações preliminares. A Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) deve confirmar os dados ainda esta semana.

Comentários