Piteri diz que Rogério Lins “não tem pedigree de oposição”

2

WhatsApp Image 2016-08-11 at 19.30.02

publicidade

Candidato à prefeitura de Osasco pelo PPS, o ex-vereador Claudio Piteri voltou a afirmar que não considera as candidaturas de Rogério Lins (PTN) e Valmir Prascidelli (PT) de oposição. “Eles vão ter que se explicar. Até há um mês atrás estavam participando do governo [Jorge Lapas], com cargos lá dentro, votando a favor dos projetos da administração”, questiona Piteri.

Centrando fogo principalmente em Lins, o candidato do PPS lembrou que o vereador e agora candidato a prefeito fez parte da base aliada dos governo Emidio de Souza (PT) e Jorge Lapas (PDT) na Câmara Municipal. “Das sete contas do prefeito Emidio, o Rogério Lins votou [pela aprovação] em seis. Votou a favor da terceirização da saúde. Como que agora vem dizer que é oposição, que não concorda? Não é oposição. Não tem pedigree de oposição”, criticou.
Piteri defende a tese de que Lapas, Lins e Prascidelli pertencem ao mesmo grupo político. “Dividiram o poder em três frentes pra tentar mantê-lo. No fundo é tudo a mesma coisa”.

publicidade

Claudio Piteri e seu vice, Delbio Teruel (PMN), estiveram na redação do Visão Oeste na terça-feira, 9, e concederam entrevista transmitida ao vivo pelo Facebook. A entrevista completa pode ser assistida pelo link http://bit.ly/2b2cB1W.

Teruel, que já foi candidato a prefeito duas vezes, explicou por que se aliou a Piteri dessa vez. “De repente podia correr o risco de lá na frente faltar um pouco pro Claudio, um pouco pra mim. Entendo que foi uma composição muito boa para a cidade e pros nossos projetos, que são muito parecidos”, disse.

publicidade

Projetos
Segundo Piteri, o plano de governo está em construção. Ele cita escola em tempo integral e redução no deficit de vagas em creches, e critica a gestão da saúde. Apesar de não ser contra a terceirização da administração do Hospital Central, diz que pretende rever o contrato. O candidato também disse que vai “conceber um modelo novo de atendimento, pois o atual modelo foi sucateado, faliu”.

Questionado sobre um dos temas que devem ser discutidos nesta campanha, a Zona Azul, Piteri afirmou que é contra a expansão do sistema para os bairros, mas concorda com a implantação no Centro. “Não se justifica de forma nenhuma a instalação da Zona Azul na periferia, nos bairros afastados. A única explicação que encontro é aumentar a arrecadação”, disse. Outro questionamento de Piteri e Delbio é a cobrança em frente aos cemitérios e de estacionamento no Hospital Central

Comentários

2 COMENTÁRIOS

  1. Vejo da seguinte forma: Primeiro, precisamos sim de renovação na Política em Osasco. Chega de manter os mesmos, ficar reelegendo, principalmente vereadores, que já estão á décadas e só ficam mamando na teta da prefeitura. Segundo, acho que a idéia de unificar Piteri e Teruel é uma aposta! Espero que dê frutos e que realmente sejam eleitos, e se forem eleitos que realmente façam valer todo o esforço e confiança dos eleitores. Terceiro, os eleitores de Osasco precisam acordar e deixar de serem acéfalos, pois se vendem por muito pouco e acabam entregando o voto para os que menos merecem, onde em pouco tempo acabaremos sendo prejudicados.

    Boa sorte Claudio Piteri e Delbio Teruel.

    • Excelente comentário, se os eleitores tivessem o mesmo pensamento, certamente as coisas começariam a mudar no nosso município.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGiro das Cidades
Próximo artigoVisão Atenta: Vereadores de Barueri aumentam os próprios salários