Polícia prende ex-diretor do Hospital de Barueri por desvios na Saúde

Polícia prende ex-diretor do Hospital de Barueri por desvios na Saúde

6
Compartilhar
Luiz e Liliane foram presos acusados de desviar dinheiro da saúde pública para comprar operadora de plano de saúde / Foto: divulgação / Polícia Civil

O médico patologista Luiz Teixeira da Silva, de 39 anos, ex-diretor do Hospital Municipal de Barueri (HMB), foi preso na semana passada acusado de participar de um esquema que desviou mais de R$ 20 milhões da saúde pública em cidades como Barueri, Cajamar, São Roque e Campo Limpo, todas no estado. A mulher dele, Liliane Bernardo Rios da Silva, 37, também foi presa.

Publicidade

Eles foram detidos em um luxuoso apart hotel em São José dos Campos, onde estavam hospedados. Luiz estava foragido da Justiça desde 2017.

Com o dinheiro desviado da saúde pública, o casal teria comprado a operadora de planos de saúde Medical Rio, que tem abrangência nacional.

Luiz Teixeira da Silva foi superintendente do Hospital Municipal de Barueri entre 2014 e 2016, pelo Instituto Hygia, durante a gestão do ex-prefeito Gil Arantes (DEM). O Instituto Hygia deixou a administração no hospital em meio a uma série de denúncias de irregularidades e dívidas, principalmente trabalhistas, de mais de R$ 50 milhões.

A operação Pégaso, na qual os dois foram presos, também cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão em cidades como Niterói, no Rio de Janeiro, Osasco, Jandira, São José dos Campos, Mairiporã, Jundiaí, e na capital paulista.

Compartilhar


Comentários