Por falta de documentação, índios do GEO podem ficar fora da Copa SP

0

Vindos de cidade no Amazonas, garotos vivem experiência e jogam amistosos / Foto: Olivia Silvestrini
Vindos de cidade no Amazonas, garotos vivem experiência e jogam amistosos / Foto: Olivia Silvestrini

publicidade

Os índios das tribos Ticuna e Cocama trazidos pelo Grêmio Esportivo Osasco (GEO) para representar o clube na próxima Copa São Paulo de Futebol Júnior podem ser impedidos de participar da competição. Isso porque eles não costumam ter documentos, como RG, Certidão de Nascimento e histórico escolar, requisitos para a inscrição.
A direção do GEO buscou resolver o impasse com uma autorização da Fundação Nacional do Índio (Funai), mas não conseguiu entregar a papelada necessária para a Federação Paulista de Futebol (FPF) a tempo do prazo limite para inscrições, que se encerrou em 25 de novembro.

Ainda sem saber se disputarão o torneio, os índios continuam conhecendo um mundo novo através do futebol. Eles estão alojados no CT do GEO e têm disputado diversos jogos treino, contra equipes como o sub-20 do Nacional, que derrotaram por 2 a 0. Além disso, fazem turismo. Conheceram o mar, no Guarujá, e na semana que vem devem visitar o Museu do Futebol, na Capital, e assistir a um filme em um cinema 3D, entre outras atividades.
Os índios devem voltar à sua terra em 16 de janeiro. Há a possibilidade de alguns serem aproveitados pelo GEO.

publicidade

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBarueri é campeão da Copa Paulista
Próximo artigoApós derrota, Molico encara pedreira