Portugueses são condenados a até 42 anos de prisão por morte de...

Portugueses são condenados a até 42 anos de prisão por morte de frentista em Osasco

0
Compartilhar
frentista osasco portugueses
Agenor morreu após ser esfaqueado e atropelado por grupo de portugueses em Osasco / Foto: reprodução/Record TV

Em julgamento que terminou na noite desta quarta-feira (31) quatro portugueses foram condenados pela morte do frentista Agenor Corrêa, de 62 anos, em um posto de combustíveis na Avenida dos Autonomistas, em Osasco, em maio de 2017.

Eles foram condenados a penas que variam de 34 anos, sete meses e dez dias de reclusão a 42 anos e oito meses de reclusão, em regime inicialmente fechado, por homicídio triplamente qualificado.

O crime ocorreu no dia 30 de maio de 2017, quando os acusados bebiam em uma loja de conveniência do posto e um deles deu um tapa na cabeça de um dos frentistas. A atitude gerou uma confusão e Agenor acabou levando duas facadas de homens do grupo. Um dos acusados ainda passou com o carro por cima de Agenor ao fugir do posto.

Um dos acusados ainda passou com o carro por cima de Agenor.
O júri foi presidido pela juíza Elia Kinosita Bulman, da Vara Criminal e de Execuções Criminais de Osasco.

Câmera de segurança do posto de combustíveis registrou o crime contra o frentista em Osasco:

…..

Leia também:

Consultora de Osasco já foi sorteada 5 vezes para participar do “Roda a Roda Jequiti” | vídeo
Prefeitura de Carapicuíba abre 75 vagas de estágio
Sábado (3) tem Mutirão de Empregos na Vila Ayrosa, em Osasco
Compartilhar

Comentários