“Pra quem vive do esporte, como eu, é uma honra levar a tocha”, afirma pioneira do voleibol no Brasil

1
Participantes do revesamento da Tocha Olímpica por Osasco em entrevista coletiva no Teatro Municipal da cidade

"Pra mim que vivi do esporte é uma honra levar a tocha", afirma Irma Aida, uma das pioneiras do voleibol no Brasil
Participantes do revezamento da Tocha Olímpica em Osasco em entrevista coletiva no Teatro Municipal da cidade

publicidade

Na quinta-feira, 21, a Tocha dos Jogos Olímpicos 2016 passa pela cidade de Osasco e percorre um trajeto de 20 quilômetros. Ela passa pelas mãos de 100 pessoas no revezamento, incluindo esportistas e moradores da cidade.

Uma das pioneiras do voleibol no Brasil, Irma Aida Barreto Agulha Conrado, hoje com 63 anos, à frente da supervisão técnica do voleibol de base do Bradesco, é uma das atletas que carregarão a tocha. “Pra mim foi uma honra muito grande, porque eu posso representar varias pessoas que não tem essa possibilidade”, disse.

publicidade

Para ela, o reconhecimento é “primeiramente pessoal, porque é o reconhecimento de uma vida dentro do esporte, e eu poder representar outras pessoas que também tem essa vida esportiva, mas que não estão aqui, pra mim é uma honra”.

Irma, ao lado da dupla de irmãs Silvia e Cassia Montanarini, foram as primeiras mulheres a receber incentivo financeiro para jogar voleibol no país. “Só que nós jogávamos numa época que antecede o boom do voleibol, isso na década de 1970, e o boom foi nos anos 80”, conta Aida. “Fomos pioneiras e abrimos frente para que o voleibol se desenvolvesse profissionalmente”.

publicidade

Quem também segura a tocha em sua passagem por Osasco é a artista e professora de artes circenses Priscila Tavares Coelho. “Quando soube da notícia foi impressionante, porque eu não esperava”, explicou. “É um orgulho imenso porque venho carregando uma história desde pequenininha”.

Formada em Análise de sistemas, ela conta que “nunca se identificou com a vida de escritório”. Foi quando conheceu o circo que redescobriu uma paixão antiga pelas artes. “Tenho uma escola de circo, o Plantando Alegria, onde o circo não é visto só como arte, mas também como atividade física e superação de limites, fico muito feliz de poder representar tantas crianças e adultos que temos ajudado a mudar suas vidas”.

A Tocha Olímpica também será carregada pelas mãos do técnico do time de voleibol Nestlé/Osasco, Luizomar de Moura. “Voltei a Osasco tem aproximadamente dez anos e convivo diariamente com essa cidade que posso chamar de minha, foi aqui que tive minhas maiores alegrias como treinador”.

Roteiro da tocha olímpica em Osasco

15h11 Início do Revezamento – Avenida dos Autonomistas, 5219 – Km 18

15h25 Av. Santo Antônio / Agop Kamalakian (Rotatótia)

15h35 Sesc Osasco – Av. Sport Club Corinthians Paulista

1551 Retorno Av. Sport Club Corinthians Paulista (Próx. ao C.E. Gazeta Oliva)

15h54 ADC Bradesco – Rua Thomaz Gonzaga

16H05 Av. Antonio C. Costa (Supermercado Sorocaba)

16h37 Valter Boveri / Av. Novo Osasco

17h17 Cidade de Deus – Av. Hirante Sanazar

17h32 Reinicia Revezamento

17h42 Boulevard Prefeitura – Av. Hirante Sanazar

17h52 Pontilhão Metálico / Av. dos Autonomistas / Av. Dona Primitiva Vianco

18h05 Rua joão Colino / Rua Antonio Agú

18h11 Rua Nossa Senhora de fátima / Av. Santo Antonio (Catedral)

18h23 Av. Dionísia Alves Barreto / Av. Santo Antonio / Agop Kamalakian (Rotatótia)

18h33 Pedro Bortolosso – Av. Visconde de Nova Granada

18h32 Início Condução Bike – Viaduto Pres. Tancredo Neves

18h40 Final Viaduto Tancredo Neves / Av. Gerulio Vargas

18h49 Rua Paula Rodrigues / Início Av. Brasil

19h02 Celebração – Av. Brasil

Comentários