Prascidelli defende obras do PT na cidade e critica gestão

1

1912e2ab-ca5b-4f49-8610-528209006846
Candidato do PT à prefeitura de Osasco, o deputado federal Valmir Prascidelli vê nesta campanha eleitoral a oportunidade de defender o legado petista na cidade e entrar também no debate sobre as questões da crise política nacional. Membro do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, Prascidelli buscou desde o início a cassação do mandato do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e acredita que essa ação de seu partido foi o estopim do impeachment de Dilma Rousseff.

publicidade

“O deputado Eduardo Cunha agiu com revanchismo contra a presidenta Dilma e agiu de forma a potencializar uma crise econômica através da utilização do cargo”, diz. Prascidelli afirma que votou pela cassação do mandato de Cunha na segunda-feira, 12, “porque ele mentiu na CPI da Petrobras, recebeu dinheiro ilícito e tem contas no exterior”.
O candidato foi entrevistado pelo Visão Oeste na quarta-feira, 14, em sequência à série de entrevistas com os postulantes à prefeitura de Osasco. A conversa foi transmitida ao vivo pelo Facebook e pode ser vista pelo link: https://goo.gl/hXE2nv.

O petista disse que nas atividades de campanha, ao lado de seu vice, o produtor cultural Gustavo Anitelli, tem falado sobre os problemas da cidade e as questões nacionais, já que é deputado. Ele criticou os promotores que acusam o ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva de corrupção. “Foi feita hoje essa denúncia criminosa desse conjunto de promotores que são partidários, predispostos a manchar a honra do ex-presidente Lula e dessa vez fazendo uma denúncia absolutamente infundada, uma denúncia partidarizada contra o maior presidente da República que esse país já teve”, afirmou.

publicidade

Se continuar na Câmara Federal, Prascidelli disse que irá se dedicar a combater projetos do governo de Michel Temer, a quem se refere como golpista. “O governo Temer vai mostrar sua face retirando direitos dos trabalhadores, encaminhando projetos que retiram direitos sociais e nós defenderemos os direitos dos trabalhadores, em especial férias, 13º, aposentadoria, jornada de trabalho”, disse.

Atual administração
Eleito vice-prefeito na chapa de Lapas em 2012, Prascidelli critica a administração e diz que o prefeito sofria críticas internas no PT e externas, da população. “Entendemos que o governo tem sido um governo fraco para a importância e dimensão da cidade. Osasco tem crescido de forma desordenada, privilegiado as construtoras e incorporadoras em detrimento da qualidade de vida das pessoas”, criticou.

publicidade

Ele também falou sobre a área da saúde, onde defende a tese de que não faltam recursos e critica o que chama de apadrinhamento na gestão das unidades de saúde. “Osasco gasta em torno de 30% do orçamento com saúde. Isso significa que não é falta de recurso o problema. Está ruim porque não tem uma gestão adequada”, finaliza.

Comentários

1 COMENTÁRIO

  1. Senhor Prascidelli,
    Se o senhor ousa defender o indefensável (as obras do PT) vou lhe dar algumas sugestões:
    1) O mensalão. Ests sim, foi uma grande obra do PT, que o seu padrinho político João Paulo Cunha foi protagonista, sendo inclusive, preso por isto.
    2) A corrupção na Bancoop. Esta é outra grande obra do PT, que prejudicou milhares de bancários, beneficiando lideranças petistas.
    3) A falência dos fundos de pensão. Funcionários da CAIXA, Correios, Banco do Brasil e Petrobrás, investiram o seu suado dinheiro em fundos de pensão para terem uma aposentadoria digna. Mas, os governos do PT acabaram com esse dinheiro.
    4) O petrolão. Considerado o maior esquema de corrupção do mundo, liderado pelo PT e com a participação do PMDB e do PP, este esquema desviou muitos bilhões de reais da Petrobrás, com obras superfaturadas e pagamentos de propinas. Eduardo Cunha era só um pequeno participante. O MPF e a Polícia Federal denunciaram agora que o seu ídolo, Lula era o chefe e maestro dessa roubalheira.
    5) O bilhete Único de Osasco. Prometido na campanha do petista Emídio em 2004, esta ‘obra’ nunca saiu do papel.
    6) As máquinas de Zona Azul. Ests é uma das maiores obras do PT em Osasco. Instalaram cobranças de estacionamento até no entorno de cemitérios.
    7) As obras do Morro do Socó. Faz oito anos que derrubaram a minha casa lá e a de muitos moradores e até hoje não terminaram, nem pagam o bolsa aluguel. Quase duzentas famílias tiveram as suas casas derrubadas e ainda aguardam receberem um apartamento que nunca chega. Detalhe: a maioria delas, inclusive eu, não estavam em área de risco. Há muitos barracos no morro, em áreas de risco, que não saíram.
    6) O fim do velório do Jardim Helena Maria. O prefeito Emídio derrubou o velório e deixou-o abandonado, servindo para consumo de drogas e necessidades fisiológicas.
    8) O governo de Jorge Lapas. Se este governo é incompetente e não sabe administrar, ele é mais uma obra do PT. Em 2012, no auge do julgamento do mensalão, quando o candidato do PT, João Paulo, foi preso, o PT tirou do bolso Jorge Lapas, que nunca tinha sido político. Após perderem as eleições, orquestaram no tapetão, para assumirem o poder.
    Agora que Lapas, viu o barco do PT afundar e, astutamente caiu fora, junto com os seus seguidores, o PT quer demonizá-lo.

    Estas e outras, são as obras do PT, que o senhor deve defender, Prascidelli.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNova lei proíbe guarda de animais por agressores
Próximo artigoVisão Atenta: candidatos abrem o bolso na campanha