Prefeito baixa decreto para combater WhatsApp, Facebook e Instagram no trabalho

Quem nunca desviou o foco do trabalho para dar aquela olhadinha naquele meme do momento, corrente, piada ou bater papo com os amigos no WhatsApp ou no Facebook? Ou para conferir as fotos e vídeos de amigos e parentes no Instagram? Isso entre outras atividades nas várias redes sociais existentes.

Para combater essa prática, visando aumentar a produtividade dos servidores, o prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), baixou um decreto que estabelece que, durante o expediente, as redes sociais só podem ser usadas se for para troca de mensagens relacionadas ao trabalho no funcionalismo municipal.

“A utilização dos equipamentos de informática, sistemas intranet, internet, correio eletrônico, redes sociais e aplicativos de comunicação instantânea (tipo WhatsApp) destinam-se a auxiliar os servidores em efetivo exercício dos órgãos da administração municipal, na realização de atividades relacionadas estritamente com o serviço”, estabelece o decreto 8.498, de 1º de fevereiro.

Publicidade

Fiscalização e punições

No decreto, não fica estabelecido, no entanto, como seria fiscalizado o uso dos aplicativos e as possíveis penalidades sofridas por quem descumprir a medida.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui