Prefeito de Barueri diz que leitos começam a faltar e defende aumento de restrições: “absolutamente necessárias”

0
prefeito de barueri rubens furlan
O prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), voltou a criticar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) / Foto: Reprodução

Com o avanço da pandemia de covid-19, o prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), usou as redes sociais nesta quinta-feira (11), para informar que o sistema de saúde do município está sobrecarregado e defender as novas medidas de restrição anunciadas pelo governo estadual.

publicidade

“Aqui em Barueri, a gente costuma ter reservas de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria. Hoje, no entanto, temos quase 100% desses leitos ocupados. Aliás, temos até fila de espera e isso é muito preocupante”, declarou o prefeito.

Furlan afirmou que serão providenciados 30 novos leitos de enfermaria e outros 20 de UTI para anteder pacientes com covid-19. Ele pediu ainda a compreensão dos munícipes com relação às novas restrições impostas pelo governo paulista para conter a disseminação do vírus.

publicidade

“A partir de segunda-feira, as coisas vão ficar mais difíceis, vamos fechar tudo e peço a compreensão do povo. Essas medidas são necessárias, junto com a vacina”. Em seguida, o prefeito disse que já iniciou o processo para a compra de 150 mil doses de vacina contra a covid-19.

Durante seu pronunciamento, Furlan também fez duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Como o presidente da República está mais preocupado em armar o povo do que salvar a vida do povo, é importante que nós façamos um esforço infinitamente maior para salvar a vida das pessoas”, disparou o prefeito. “Segunda-feira, vamos fechar, não deu para segurar mais”, concluiu.

publicidade

Comentários