Prefeito de Cotia diz que não vai afrouxar quarentena e pede paciência

0
cotia
Foto: Vagner Santos

Após algumas cidades, como Jundiaí e São José dos Campos, definirem um afrouxamento da quarentena determinada pelo governo do estado até 10 de maio, prefeitos da região devem ter reunião nesta quarta-feira (22) para discutir uma possível reabertura gradual do comércio considerado não essencial. O prefeito de Cotia, Rogério Franco, no entanto, antecipou na noite desta terça-feira (21), que a cidade deve continuar seguindo as medidas de isolamento determinadas pelo governo estadual.

publicidade

Rogério Franco pediu “paciência” aos comerciantes que estão com seus estabelecimentos fechados. “Sou comerciante e sei da dificuldade do comerciante de pagar conta. As pessoas trabalham em um dia para pagar conta no outro. É uma situação difícil, mas é importante que nesses próximos dias a gente acompanhe o decreto do estado, porque eles estão baseados em dados técnicos, por técnicos da saúde que sabem qual o nível de contaminação que vamos ter”.

“Só hoje, o nosso Centro de Combate ao Coronavírus fez 67 atendimentos. Destes, seis testaram positivos e dez pessoas foram internadas. A UTI do Hospital de Cotia está com 100 % dos leitos ocupados. Então, é importante que a gente mantenha o isolamento social, porque se nós não tivermos o isolamento, nós não teremos condições de atender a todas as pessoas infectadas”, explicou. “Se para preservar a vida, é importante manter o distanciamento social, nós vamos manter”, disse Rogério Franco.

publicidade

O impacto financeiro da pandemia também afetou os cofres públicos da cidade. De acordo com o prefeito de Cotia, a administração municipal deixou de arrecadar R$ 10 milhões nos últimos dez dias. “Nós temos por obrigação e por determinação acompanhar o decreto do governo do estado de São Paulo. Também estamos perdendo muita receita, mas temos que concentrar os esforços no combate ao covid-19”, disse.

Até esta terça-feira (21), Cotia registrava 775 notificações de casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus (sendo 133 de moradores de outros municípios), com 96 casos confirmados, 293 descartados e 253 em investigação, aguardando resultado de exame. Há 81 pacientes internados em investigação e 92 tiveram alta hospitalar.

publicidade

A cidade registra ainda até o momento nove mortes com confirmação de covid-19 e 18 óbitos com suspeita da doença.

Comentários