Prefeitura de Itapevi diz que apelo de Bolsonaro “não faz sentido!”

0
itapevi quarentena coronavírus
Foto: reprodução

A Prefeitura de Itapevi se pronunciou, por meio de nota oficial, sobre o apelo do presidente Jair Bolsonaro de que as coisas voltem à normalidade, com escolas e comércios abertos, em meio à pandemia global do novo coronavírus (covid-19). “Não faz sentido!”, afirmou.

A administração municipal ressaltou que o isolamento social neste momento é recomendado inclusive pelo Ministério da Saúde e que diversos países têm adotado essa tática para conter o avanço da pandemia. “Enquanto não existir remédio ou vacina para a cura desta doença, essa é a única saída”.

“Argentina, Estados Unidos, China, Espanha e agora a Índia, com mais de 1 bilhão e 300 milhões de habitantes, entre muitos países, adotaram essa prática. Por que faríamos diferente por aqui? Não faz sentido!”, continua a nota da Prefeitura de Itapevi. “Sabemos dos prejuízos, mas o que está em questão neste momento é a vida dos moradores. A vida humana, seja uma ou milhares, sempre estará à frente”.

Publicidade
+ Prefeitos de Osasco, Itapevi e Cotia ignoram pedido de Bolsonaro: “Fico com a sensatez”

“A Prefeitura determina que todos continuem em ISOLAMENTO SOCIAL ou seja dentro de suas casas. E mantenham os comércios não essenciais fechados. Lembre-se que está permitido apenas saídas para questões emergenciais, como comprar alimentos, ir ao médico ou trabalhar. Isso é para o bem de todos. Quem não cumprir está sujeito a penalidades, como cassação de alvarás e multas”, completa.

pronunciamento bolsonaro
Foto: reprodução

Leia a nota na íntegra:

PREFEITURA DE ITAPEVI MANTÉM ISOLAMENTO SOCIAL

A determinação pelo isolamento social não é uma questão POLÍTICA, mas sim uma questão de SAÚDE PÚBLICA.

A Organização Mundial da Saúde recomenda a quarentena. O Governo do Estado de São Paulo determinou o isolamento em todas as 645 cidades por meio do decreto 64.881. O Ministério Público do Estado de São Paulo e o Ministério da Saúde também recomendam o isolamento. Diante disso, a Prefeitura de Itapevi manterá todos os decretos que visam combater a propagação do coronavírus.

O mundo tem adotado essa tática para conter o avanço da pandemia do coronavírus. Enquanto não existir remédio ou vacina para a cura desta doença, essa é a única saída. Argentina, Estados Unidos, China, Espanha e agora a Índia, com mais de 1 bilhão e 300 milhões de habitantes, entre muitos países, adotaram essa prática. Por que faríamos diferente por aqui? Não faz sentido!

A Prefeitura de Itapevi decretou estado de calamidade pública e determinou em consonância com o Ministério Público o ISOLAMENTO SOCIAL da população e o fechamento dos comércios não essenciais a partir desta segunda-feira (23).

Sabemos dos prejuízos, mas o que está em questão neste momento é a vida dos moradores. A vida humana, seja uma ou milhares, sempre estará à frente.

Para combater o coronavírus, Itapevi foi uma das primeiras cidades do país a decretar estado de emergência, suspender as aulas de quase 30 mil alunos, liberar os servidores públicos para trabalho home office, entre outras medidas fundamentais. A administração municipal também criou o primeiro Centro de Combate ao Coronavírus do país.

A Prefeitura determina que todos continuem em ISOLAMENTO SOCIAL ou seja dentro de suas casas. E mantenham os comércios não essenciais fechados. Lembre-se que está permitido apenas saídas para questões emergenciais, como comprar alimentos, ir ao médico ou trabalhar. Isso é para o bem de todos. Quem não cumprir está sujeito a penalidades, como cassação de alvarás e multas.

Comentários