Prefeitura de Osasco vai recuperar lago do parque “Glauco Vilas Boas”, no Jd. Três Montanhas

5
Lago está contaminado, após receber os dejetos, inclusive chumbo, do incêndio ocorrido no galpão do Pão de Açúcar, nas proximidades, em dezembro de 2017

A Prefeitura de Osasco contratará, em caráter emergencial, empresa especializada para realizar as obras necessárias para recuperação do lago do Parque Glauco Vilas Boas, no Jardim Três Montanhas, que está coberto por vegetação e contaminado, após receber os dejetos, inclusive chumbo, do incêndio ocorrido no galpão de uma empresa nas proximidades, em dezembro de 2017.

publicidade

Para agilizar a contratação, a prefeitura já solicitou laudo que comprove a contaminação da água e que deverá ser concluído em 15 dias. Atualmente já dispõe do laudo da Defesa Civil que atesta o risco de contaminação e enchentes por assoreamento.

Esses laudos, o memorial descritivo das obras necessárias no local e os orçamentos apresentados pelas empresas farão parte do processo de licenciamento ambiental nas esferas estadual e federal.

publicidade

O trâmite de laudos, documentos e orçamentos é realizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente com apoio da Cetesb. Assim que estiver com as licenças necessárias, a administração pública estará apta a formalizar a contratação emergencial e dar início a recuperação do Lago do Parque Glauco Vilas Boas.

A Prefeitura afirma que decidiu antecipar-se à decisão judicial que discute a responsabilidade pela atual situação do lago. Há um processo em andamento que responsabiliza a empresa atingida pelo incêndio e determina que arque com as despesas decorrentes da limpeza do lago, além de realizar obras de compensação como a construção de uma pista de cooper, entre outros.

publicidade

O valor gasto pela prefeitura com as intervenções para a recuperação do lago será cobrado do responsável pela contaminação.

“Vamos juntar esforços e recuperar o lago e o parque, para que as famílias dos bairros no entorno voltem a contar com um lugar tranquilo, seguro e adequado para práticas esportivas e lazer”, disse o secretário de Meio Ambiente, Marcelo Silva, que tem visitado o parque todas as semanas, para acompanhar a evolução da situação.

Comentários