Prefeitura de Santana de Parnaíba anuncia investimentos em segurança

0
Marmo Cezar teve registro negado e perdeu o mandato.

"Parnaíba é cidade com o menor índice criminal entre as 16 cidades que nos rodeiam", diz prefeito
“Parnaíba é cidade com o menor índice criminal entre as 16 cidades que nos rodeiam”, diz prefeito

publicidade

De acordo com o prefeito de Santana de Parnaíba, Marmo Cezar (PSDB), a Prefeitura tem intensificado os investimentos em segurança pública no município.

Desde janeiro, a administração tem realizado a adequação da Guarda Municipal Comunitária (GMC). Um dos investimentos é a aquisição de 70 novas pistolas semi-automáticas calibre 380.

publicidade

Além disso, foram providenciados 200 novos coletes customizados, pois os antigos estavam com datas vencidas, segundo a Prefeitura. E por conta disso, os homens da GMC estavam sendo obrigados a utilizar os coletes femininos, que ainda estavam dentro do prazo para uso.

Outro investimento já realizado na área foi a aquisição de quatro cães da raça Pastor Belga Malinois.

publicidade

A Prefeitura também está adquirindo a compra de uma máquina de recarga de munição. Com isso, possibilitará a redução dos custos com a compra de cartuchos, usados nos treinamentos, uma vez que eles poderão ser reutilizados.

A administração municipal também promoverá a efetivação do plano de carreiras dos guardas, que irá promover 186 guardas da 3ª para a 2ª classe e da 2ª para a 1ª classe, além da abertura do concurso interno para o preenchimento das vagas das classes distintas de Subinspetor e Inspetor.

“Santana de Parnaíba é cidade com o menor índice criminal entre as 16 cidades que nos rodeia, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado. Os indicadores baixos devem-se à atuação da GMC, que trabalha integrada às Policias Militar e Civil”, disse o prefeito Marmo Cezar durante evento na semana passada.

Segundo ele, o próximo passo é retomar o convênio com a rede InfoSeg, que integra e disponibiliza informações sobre inquéritos policiais, processos criminais, mandados de prisão, furto de veículos, entre outros em todo o país. O serviço teria sido cancelado porque a antiga gestão não renovou o convênio, em outubro do ano passado.

Comentários