Prefeitura enxuga máquina

1
Foram reduzidos cerca de mil cargos na administração / Foto: Reprodução

Foram reduzidos cerca de mil cargos na administração / Foto: Reprodução
Foram reduzidos cerca de mil cargos na administração / Foto: Reprodução

publicidade

A Prefeitura de Osasco fechou o primeiro quadrimestre do ano com a demissão de cerca de mil funcionários, a maior parte com contratos por prazo determinado.
Também houve alterações nos quadros, com substituições de funcionários comissionados por concursados aprovados em concurso público. Segundo a administração, as demissões e substituições envolvem cerca de 3 mil cargos.

De acordo com a Prefeitura, as mudanças geram economia aos cofres públicos, já que os concursados custam cerca de 11% a menos que um contratado ao município.
A administração municipal alega que os cortes visam adequar o orçamento municipal e manter o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal diante dos impactos causados à economia em decorrência da crise internacional iniciada em 2008, que afetou o país com maior intensidade a partir do segundo semestre do ano passado.

publicidade

A diminuição da atividade produtiva se reflete rapidamente nas transações econômicas e, consequentemente, na arrecadação dos governos, alega a Prefeitura de Osasco.

No início do ano o prefeito Jorge Lapas (PT) determinou a diversos setores da administração que realizassem estudos e apontassem onde seria possível fazer ajustes.

publicidade

“Não se pode brincar com a Lei de Responsabilidade Fiscal, por isso os ajustes são inevitáveis. Temos feito nossa difícil lição de casa e esperamos que haja uma rápida recuperação da economia para que tudo volte ao normal”, afirmou Lapas.

Comentários