Preso, Lins tentará tomar posse

Processo de Lins foi desclocado do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para o Tribunal de Justiça de São Paulo; Defesa pode tentar novo habeas corpus para a posse no dia 1º

1
Lins foi transferido para a penitenciária de Tremembé, após passar dois dias na cadeia pública de Osasco

O processo que investiga o prefeito eleito em Osasco Rogério Lins (PTN) foi deslocado do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para o Tribunal de Justiça de São Paulo.

O ministro Antonio Saldanha Palheiro, relator do processo envolvendo Rogério no Superior Tribunal de Justiça (STJ) aceitou o deslocamento de competência do processo da juíza Ana Paula Achoa Mezher, da 2ª Vara Criminal de Osasco, para o Tribunal de Justiça de São Paulo. Agora, Ana Paula é quem vai analisar os assuntos relacionados a Rogério Lins.

A novidade é que os advogados de Lins poderáo pedir um novo Habeas Corpus ao TJSP. Com isso, há uma expectativa por parte da defesa de conseguir a soltura do parlamentar para a posse do dia 1º de janeiro.

Publicidade

Comentários