Professora de Osasco cria fantoche para animar aulas online e ganha Prêmio de Educação Infantil

0
professora de osasco ganha prêmio da Educação
Foto: Isabelle Taddei

A professora Andréa Rodrigues, que leciona na CEMEI Osvaldo Gonçalves de Carvalho, no Jardim Rochdale, em Osasco, é uma das ganhadoras do Prêmio de Educação Infantil – Boas Práticas, criado pela Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, com apoio do Itaú Social.

publicidade

A proposta que lhe rendeu o prêmio foi a criação de atividades de letramento digital, pelo qual Andréa desenvolveu, durante as aulas remotas, o projeto “Minha Casa, Minha Escola” e criou a personagem de fantoche Glorinha, protagonista dos encontros virtuais repletos de ações educativas. A iniciativa conseguiu envolver os alunos, familiares e toda a rede escolar.

“No início da pandemia comecei o projeto ‘Minha casa, minha escola’ para manter um contato mais estreito com a família dos meus alunos. A iniciativa transformou-se em uma poderosa ferramenta de comunicação, além disso, proporcionou o acesso às novas tecnologias”, comentou a professora Andréa.

publicidade

O secretário de Educação de Osasco, José Toste Borges, destaca os investimentos educacionais e tecnológicos feitos pelo município, principalmente durante a pandemia, quando o ensino tem sido de forma remota. “A cada dia os professores nos surpreendem com ideias que vão além do planejamento escolar para alcançar seus alunos, além de evidenciar as boas práticas desenvolvidas em prol dos direitos de aprendizagem, realizadas em tempos de isolamento social”, afirma.

Docentes vencedores recebem prêmio de R$ 1 mil

A premiação, realizada pela Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, com o apoio da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e do Itaú Social, tem por objetivo valorizar a educação infantil e reconhecer a importância dos profissionais, dessa importante etapa da Educação Básica.

publicidade

A escolha da profissional e da prática docente foi feita por um grupo de especialistas em Primeira Infância e Educação Infantil. Foram 707 projetos inscritos, passaram para a segunda fase 218; na terceira fase, 150 foram selecionados e 100 professores espalhados em todo o país foram premiados.

Cada um dos 100 ganhadores receberá o valor de R$ 1 mil e um curso de formação sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para aprofundar os conhecimentos e práticas dos docentes. A capacitação será de 40 horas, online, realizada pelo Instituto Singularidades.

INCLUSÃO DE ABONO// Concurso público com 433 vagas em Osasco tem edital alterado

Comentários