Início Destaque Prometido pelo governador para 2012, trecho Itapevi-Jandira do Corredor Oeste, com...

Prometido pelo governador para 2012, trecho Itapevi-Jandira do Corredor Oeste, com 5 km, deve ser entregue este ano

1
Alckmin posa em trator durante lançamento de fase do projeto, em 2014 / Foto: Eduardo Metroviche

Com quatro anos de atraso, o trecho de cinco quilômetros entre Itapevi e Jandira do Corredor Oeste deve ser entregue até o fim deste ano. O prazo foi confirmado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) durante a inauguração de terminal de ônibus em Carapicuíba, na segunda-feira, 30.

publicidade
Alckmin posa em trator durante lançamento de fase do projeto, em 2014 / Foto: Eduardo Metroviche
Alckmin posa em trator durante lançamento de fase do projeto, em 2014 / Foto: Eduardo Metroviche

A obra foi iniciada em junho de 2011, com previsão de entrega em 12 meses. “As obras (do trecho Itapevi-Jandira) já começam hoje e ficam prontas em 12 meses”, disse, no lançamento da obra, o governador Geraldo Alckmin, segundo matéria publicada dia 15 de junho de 2011 no site oficial do governo do estado.

Responsável pelo projeto do Corredor Oeste, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) alega que o atraso ocorre devido a problemas com empresas que venceram licitações para executar a obra.

publicidade

De acordo com o governo do estado, o trecho Itapevi-Jandira do Corredor Oeste atenderá 10 mil pessoas por dia, com nova avenida com duas faixas por sentido, pontos de parada e calçadas compartilhadas com ciclovia, além de um terminal em Itapevi, uma passarela sobre a via férrea da CPTM e um viaduto.

O projeto completo do Corredor Oeste prevê uma ligação entre Itapevi e São Paulo, no bairro do Butantã, com 30,4 quilômetros de extensão e modernização do transporte público na região. (Leandro Conceição)

publicidade

Comentários

1 COMENTÁRIO

  1. Mesmo enfrentando a grave crise econômica que o país vive, gerada pelos erros na condução da política econômica do governo Dilma, o governador Geraldo Alckmin não deixa de investir nos municípios paulistas com obras prioritárias e nas áreas sociais como habitação, segurança, saúde, educação e saneamento.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFeira MasterChefs oferece diversos pratos por até R$ 20
Próximo artigoCom atraso de 4 anos, Alckmin inaugura terminal inacabado