Manifestantes foram recebidos pelo prefeito na sexta, 13; "Nossa pauta é a revogação do aumento, não vamos aceitar nada a menos que isso", avisam / Foto: reprodução OCA

Na tarde de quarta-feira, 18, deve ser realizado mais um protesto contra o aumento da tarifa de ônibus em Osasco. O valor subiu de R$ 3,80 para R$ 4,20 (reajuste de 10,5%) desde o fim de dezembro e o prefeito Rogério Lins (PTN) tem sido pressionado por manifestações e até por vereadores do próprio partido a rever o aumento da passagem, autorizado pela gestão anterior.

publicidade

“O ano mal começou e a população já tem que pagar mais caro pelo transporte! 4,20 reais é um absurdo! Na cidade de Osasco existem vários de problemas no transporte que ainda não foram solucionados pelo poder público. Como podemos aceitar esse aumento da tarifa se os problemas do transporte só acumulam?”, diz o texto de convite para o ato, organizado pelo coletivo Osasco Contra o Aumento, por meio do Facebook.

“Fica pior imaginar que a tarifa aumentou 250% acima da inflação! Para onde vai esse dinheiro que os trabalhadores pagam na passagem? Só vemos a tarifa aumentar e não existe nenhuma melhoria”, completa o texto.

publicidade

Os manifestantes cobram ainda a criação de novas linhas, circulação de ônibus 24 horas, integração com a CPTM e ampliação do passe livre, entre outras pautas.

Reunião com o prefeito 

Após protesto realizado na sexta-feira, 13, o prefeito Rogério Lins (PTN) se reuniu com manifestações e se comprometeu a discutir as pautas junto às empresas.

publicidade
Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui