R$ 203! Celso Russomano denuncia gás de cozinha vendido a preço abusivo em Jandira | Vídeo

0
celso russomano gás jandira
Foto: reprodução/Record TV

A “Patrulha do Consumidor”, com Celso Russomano, no “Cidade Alerta”, da Record TV, denunciou uma revendedora que estava vendendo gás de cozinha a preço considerado abusivo em Jandira meio à crise causada pela pandemia do novo coronavírus (assista abaixo).

publicidade

Russomano foi ao estabelecimento após uma consumidora pagar R$ 203 pelo botijão de 13 quilos com o vasilhame. “Mesmo que seja com o ‘casco’, o preço está abusivo”, afirmou ele, na “Patrulha do Consumidor” que foi ao ar nesta quarta-feira (1º). Russomano foi ao estabelecimento junto a representantes do Procon e da Agência Nacional do Petróleo (ANP) para a fiscalização.

Moradores reclamam da falta de gás de cozinha e preços abusivos em Carapicuíba, Osasco e região

Após checagem das notas fiscais de compra do produto por parte da revendedora, representantes do estabelecimento aceitaram devolver R$ 60 para a consumidora. Assim, foi cobrado R$ 73 no gás e R$ 70 no vasilhame. Além disso, a empresa forneceu nota fiscal à cliente, o que não havia sido feito na ocasião da compra.

publicidade

O dono da revendedora também se comprometeu a passar a cobrar R$ 70 pelo gás. Este é o preço limite defendido pelo governador João Doria, que declarou nesta quarta: “O preço do botijão de gás, no limite, é de R$ 70. Não é nem R$ 71, nem R$ 72, nem R$ 80. Em uma situação como a que estamos vivendo, R$ 10 fazem muita falta. O Procon São Paulo está autorizado a agir, de acordo com a lei, para proteger o interesse público, especialmente da população de baixa renda”.

+ Governo diz que revendas de gás com aumento abusivo no preço vão pagar multa e responder criminalmente

publicidade

Comentários