Redes de hotéis devem entrar em atividade em 2016

0

Leandro Conceição

publicidade

Esta semana representantes das redes hoteleiras Ramada e Ibis apresentaram os empreendimentos que vão construir no Centro de Osasco e serão vizinhos, na avenida dos Autonomistas, próximo à Câmara Municipal. Os hotéis devem começar a ser construídos até o fim do ano e entrar em atividade em 2016.

Os empreendimentos têm o conceito condo-hotel, no qual o investidor pode adquirir uma ou mais unidades no pool hoteleiro e lucra de acordo com a utilização.
Os representantes das redes destacaram o crescimento econômico de Osasco, que hoje tem o quarto maior PIB do estado, nos últimos anos, e a localização da cidade, vizinha da Capital e de Alphaville e cortada por grandes rodovias, como Castelo Branco e Rodoanel.

publicidade

De acordo com empresários, Osasco tem atualmente uma “demanda reprimida” por hotéis. “Hoje, em Osasco, há uma carência muito grande de hotéis e o turismo de negócios acaba muitas vezes sendo prejudicado”, avalia o presidente da Associação dos Construtores de Osasco, Sergio Azevedo. Ele afirma que as empresas de Osasco acabam “exportando” hóspedes para locais como São Paulo e Alphaville.

Amilcar Mielmiczuk, da Vert, e Jean Paul, da Banco de Projetos / Foto: Thaís Peixoto Sousa/Nova Onda
Amilcar Mielmiczuk, da Vert, e Jean Paul, da Banco de Projetos / Foto: Thaís Peixoto Sousa/Nova Onda

Ramada Osasco já conta com unidades à venda

publicidade

O Ramada foi apresentado à imprensa em evento na quarta-feira, 10. O empreendimento terá 160 quartos, de 21 a 23 metros quadrados e as unidades já estão à venda por a partir de R$ 12,5 mil o metro quadrado.
“O retorno para um investimento deste tipo acontece entre o sexto e o oitavo ano de funcionamento”, destacou Amilcar Mielmiczuk, diretor de desenvolvimento da Vert Hotéis, que representa no Brasil a bandeira Ramada, do grupo Wyndham.

A expectativa para a taxa de ocupação do empreendimento é de pelo menos 70%, com diárias entre R$ 170 e R$ 190.
A empresa osasquense Banco de Projetos é responsável pela incorporação e construção do Ramada Osasco. “É o primeiro empreendimento [hoteleiro] no mercado em Osasco em muitos anos. Estamos trazendo um novo padrão de acabamento e conforto [em hotéis] para a cidade”, disse Jean Paul Cutrona, diretor da empresa.

Empregos

A previsão é que os hotéis Ramada e Ibis gerem, juntos, cerca de 100 empregos diretos e 300 indiretos, em empresas terceirizadas de áreas como limpeza, panificação e segurança.
A secretária de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão de Osasco, Mônica Veloso, diz que no período de construção dos hotéis, serão abertas vagas em cursos de qualificação para as demandas da área.
Para Mônica Veloso, a chegada dos novos hotéis, “é de grande importância, não só a criação das oportunidades de negócios, mas por também trazer bons desafios, como buscar a forma com que esses empreendimentos possam gerar empregos com qualidade, decentes”.

O empresário Antônio Setin / Foto: Leandro Palmeira
O empresário Antônio Setin / Foto: Leandro Palmeira

Ibis terá dois hotéis e salas comerciais

Os hotéis Ibis, da rede Accor, com incorporação e construção da Setin, foram lançados em evento na segunda-feira, 8.
O projeto prevê a construção de três torres, duas hoteleiras, com quartos entre 14 e 17 metros quadrados, e uma de salas comerciais, totalizando 492 unidades. Os apartamentos dos hotéis custarão a partir de R$ 250 mil. Atualmente, a diária nos Ibis custam entre R$ 139 e R$ 179.

“Era um grande sonho nosso poder construir esse complexo hoteleiro em Osasco, que tem o 4º PIB do estado e é muito bem localizada, ao lado Capital. Osasco tem todas as características que procurávamos para ampliar os nossos negócios na Grande São Paulo”, disse o empresário Antônio Setin.
A Setin dará uma contrapartida à Prefeitura para a realização das obras: a canalização do córrego do Jardim Wilson.

Alterações viárias

De acordo com a Prefeitura, serão feitas adequações viárias para amenizar o impacto da chegada dos novos hotéis ao tráfego na Autonomistas. Entre as ações estão a transferência de linhas de ônibus para a rua da Estação, cuja duplicação foi concluída na semana passada.

Comentários