Representantes e cidadãos discutem pautas reivindicadas em manifestação popular em Cotia

0

Pautas colocadas em discussão serão acompanhadas em novo encontro no dia 1º de julho / Foto: Divulgação
Pautas colocadas em discussão serão acompanhadas em novo encontro no dia 1º de julho / Foto: Divulgação

publicidade

Na segunda-feira, 24, representantes do poder executivo e legislativo reuniram-se com cidadãos de diversos segmentos para tratar da pauta colocada em discussão na semana passada, na Secretaria de Transportes e Trânsito. De acordo com nota divulgada, a prefeitura de Cotia restabeleceu o direito a utilização do cartão dos estudantes nos fins de semana e a integração das linhas municipais.

Na discussão, ficou definido que a Secretaria de Transportes e Trânsito irá cobrar a efetiva normalização da prestação do serviço de integração, já que a determinação da prefeitura de Cotia no sentido de retomar esse serviço foi encaminhada à empresa de coletivos na última sexta-feira.

publicidade

O prefeito da cidade, Carlão Camargo, decidiu ampliar o benefício do cartão bom, dando aos jovens a oportunidade usar o sistema de passagens gratuito durante 15 dias nos meses de julho e janeiro, já que muitas escolas contam com projetos extensivos durante o período de recesso escolar.

Os presentes colocaram em pauta a redução da tarifa da passagem municipal, da tarifa intermunicipal (compreende três linhas de Caucaia a Cotia) e pediram dois novos benefícios: a curto prazo, querem que o município amplie a cota diária de utilização do cartão; e a longo prazo, solicitam que o transporte seja totalmente livre.

publicidade

A administração municipal, por sua vez, enfatiza que tem a menor taxa da região metropolitana e que tem mantido firme a determinação de não aceitar aumentos abusivos, considerando que a empresa em vigor tem processos em andamento solicitando o aumento do valor, o que vem sido constantemente negado pela prefeitura.

Foi cobrada também, mais agilidade nas solicitações. Os representantes do município disseram que o poder público municipal tem que estudar a fundo todas as reivindicações, a fim de observar a legislação vigente. Além disso, as decisões devem ser encaminhadas a Câmara Municipal para que os vereadores avaliem e coloquem em votação.

O secretário de Transportes informou, ainda, que a licitação deverá ser lançada dentro de um mês. Paralelamente, a prefeitura estuda a possibilidade de criar um convênio entre os municípios que envolvem as linhas intermunicipais para que se consiga reduzir o valor da tarifa.

Uma nova reunião foi agendada para a próxima segunda-feira, 1º de julho, com a finalidade de acompanhar o andamento das pautas colocadas em discussão.

Comentários