Rogério Lins temeu cenário hostil e avalia que postura contra a covid-19 foi diferencial para reeleição em Osasco

0
rogerio lins reeleição osasco
O prefeito reeleito de Osasco durante coletiva de imprensa na manhã desta terça (17)

Rogério Lins (Podemos) afirma que, pela primeira vez em sua carreira política, sentiu um frio na barriga ao iniciar uma campanha política, pela reeleição a prefeito de Osasco. Em meio à crise da pandemia de covid-19, ele diz que temeu um “cenário hostil” nas ruas durante a busca por votos, mas avalia que a população aprovou a postura de sua gestão no combate à doença e que isto foi um diferencial para ser reeleito no primeiro turno, com 60,94% dos votos.

publicidade

“Essa foi uma campanha diferente para a gente desde o primeiro dia que eu fui para a rua. Confesso que, em 17 anos de vida pública nunca me deu um frio na barriga de ir para uma feira e, desta vez, quando eu parei o carro… Nunca vou esquecer, era uma terça, na feira do Jaguaribe, na hora que parou o carro me deu um frio na barriga, eu falei: ‘meu Deus, o que me espera na rua? Nós estamos vivendo um momento de pandemia, pessoas com dificuldades financeiras, pode ser que perderam o emprego, pode ser que perderam algum ente querido…’ Eu imaginava um cenário hostil na campanha, não achei que a gente ia ser bem recebido inicialmente”, contou, durante entrevista coletiva nesta terça-feira (17). “Fiz a minha oração, desci do carro e ali falei: ‘meu Deus, não estou acreditando no que está acontecendo aqui’. Não precisei ir atrás de alguém para entregar panfleto, as pessoas estavam vindo, falando de orações, de torcida, de propostas”, continuou.

“Nesta campanha eu vivi algo inexplicável de sentimento com a população. Eu acredito que isso é fruto de um trabalho realizado ao longo dos anos, de uma campanha que sempre prezou pela humildade, pelo respeito. E acredito que a maneira como a gente se portou durante a pandemia foi um diferencial”, afirmou Rogério Lins. “Nós abrimos mão de obras importantes para cuidar da vida das pessoas. A gente parou o governo e saía, 3h, 4h da manhã da Prefeitura quase que todos os dias para pensar cada detalhe para poder salvar cada vida da nossa cidade. E eu faria tudo exatamente igual. Esse foi o ponto que fez a diferença nessa nossa campanha”.

publicidade

“Lógico que também ajudou o novo Programa de Governo, as pessoas gostam de olhar para trás, para o presente, mas também queriam enxergar o futuro. E o futuro de Osasco vai ser ainda melhor”, completou o prefeito reeleito.

publicidade

Comentários