Salário mínimo deve subir para R$ 788

0
Reajuste de quase 9% em relação aos atuais R$ 724 foi anunciado nesta quinta, 28 / Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Reajuste de quase 9% em relação aos atuais R$ 724 foi anunciado nesta quinta, 28 / Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Reajuste de quase 9% em relação aos atuais R$ 724 foi anunciado nesta quinta, 28 / Marcello Casal Jr/Agência Brasil

publicidade

A partir de 1º de janeiro de 2015, o salário mínimo deve ser R$ 788,06, segundo o Projeto de Lei Orçamentária Anual 2015. O reajuste é de 8,8% em relação aos atuais R$ 724.
O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 28, pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, depois de entregar a proposta ao presidente o Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Alta segue acordo firmado com as centrais sindicais

Seguindo acordo firmado entre o governo e as centrais sindicais, o aumento do salário mínimo é calculado com base no percentual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado mais a reposição da inflação do ano anterior pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

publicidade

LDO
Pela Constituição, o prazo de entrega da peça orçamentária pelo Executivo termina no dia 31 de agosto. Mas, com a expectativa de conclusão da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que define as metas e prioridades da administração pública federal, só na semana que vem, o governo se antecipou. A LDO deveria orientar a elaboração da peça orçamentária.
“Coloquei toda a equipe do ministério [do Planejamento] à disposição, para os esclarecimentos necessários, para que o Congresso possa fazer uma análise rápida do Orçamento e votá-lo até o fim do ano, prazo que o presidente do Senado [Renan Calheiros], confirmou que é possível fazer”, explicou a ministra Miriam Belchior.
No projeto de lei, também consta a estimativa para a inflação, medida pelo IPCA, em 5%, no próximo ano. A projeção para o crescimento do PIB ficou em 3% (R$ 5,756 trilhões). (Com Agência Brasil)

publicidade
Comentários