Sandra Matarazzo – Sal marinho ou refinado?

0

Sandra-Matarazzo-RebechiO sal é um ingrediente que sempre nos faz pensar… Sal faz mal? Qual a quantidade certa? É melhor sal marinho ou refinado? Nosso organismo precisa de sal?…

publicidade

O fato é que nos acostumamos tanto com o sal, que estudiosos comentam que o consumo passou do ideal.

Geralmente as pessoas exageram no sal, adicionando cada vez mais para dar gosto a comida, e se esquecem que tem tantos temperos com sabores e aromas deliciosos que darão muito mais sabor ao nosso alimento e com muito mais qualidade.

publicidade

A minha dica é reduzir a quantidade de sal e valorizar ervas frescas e condimentos que acentuam os sabores e perfumam os pratos. Afinal, a comida precisa ter gosto, e gosto bom, mas isso não se resume ao sal. Pense bem na hora de temperar!

O ser humano não pode viver sem o sal. Biologistas afirmam frequentemente a importância do cloreto de sódio para a manutenção do metabolismo e do equilíbrio do sistema imunológico. Mas veja bem, o sal indicado é o marinho, pois este contém elementos realmente importantes para o nosso organismo, já o sal refinado que é o mais utilizado é considerado prejudicial.

publicidade

Vamos entender um pouquinho melhor:

Sal marinho – é obtido pela evaporação da água do mar, o que o torna mais puro. Este tipo de sal não passa pelo processo de refinamento, sendo assim ele mantém elementos benéficos ao nosso organismo, que geralmente são removidos no processo de refino. O sal marinho é mais escuro e seu sabor é menos salgado que o do refinado.

Sal refinado – é purificado a partir do sal marinho. Este tipo de sal contém aditivos como iodetos e vários agentes antiaglomerantes. Ele é processado para remover impurezas. Ao ser refinado o sal perde boa quantidade de minerais, e é acrescido de iodo, que é utilizado para prevenir o bócio (crescimento anormal da glândula tireóide), como uma medida de saúde pública.

O fato é, independente da sua escolha, ambos precisam ser dosados, pois a alta taxa de concentração de sódio causa o aumento da pressão sanguínea, sobrecarregando assim o coração e os rins, contribui para formação de pedras nos rins… entre outros prejuízos.

Por outro lado, a ausência total desse ítem pode provocar alterações prejudiciais ao nosso organismo. Por isso, encontre o equilíbrio, buscando mais saúde e bem estar.

Um grande abraço!

Comentários