Saúde Ocular: A definição e implicação prática da insuficiência de convergência

Saúde Ocular: A definição e implicação prática da insuficiência de convergência

0
Compartilhar

Por Augusto Cesar Faria*

Publicidade

Quero falar com você a respeito de um assunto muito importante sobre sua saúde ocular. O nome pode parecer estranho, mas diz muito sobre como você enxerga.

Trata-se da convergência, que é o movimento feito por seus dois olhos para um ponto comum. É como se você ficasse vesgo para enxergar um objeto que está logo à frente ou sobre o seu nariz, ou mesmo para ler, ver o celular ou costurar.

A insuficiência de convergência acontece justamente quando ambos os olhos não conseguem realizar o movimento coordenado no sentido nasal. Sendo assim, pessoas com insuficiência de convergência, desenvolvem alguns sintomas como:

·        Queixas de cansaço visual, após leitura prolongada;
·        Queixas de cansaço visual, após trabalhos longos no computador;
·        Embaralhamento, perda de linhas na leitura, ardor ocular, cefaleias (dor de cabeça) e vertigens;
·        Dislalia (dificuldade de articular as palavras);
·        Disortografia (dificuldade do aprendizado e desenvolvimento da linguagem escrita) e Dislexia (dificuldade no aprendizado da leitura e escrita);
·        Alterações posturais, principalmente da cabeça.

Estudos mostram que a insuficiência de convergência e (desvio de um olho da direção correta), são as causas de 82% das enxaquecas, cefaleias e vertigens funcionais. Portanto, estes sintomas não se referem somente a insuficiência de convergência, é fundamental uma avaliação com o Optometrista para descartar outros problemas visuais. Ele realizará testes optométricos e confirmado a insuficiência de convergência, poderá programar terapia visual.

*Augusto Cesar Faria é optometrista da Faria & Belico Saúde Visual
Compartilhar

Comentários