Secretaria de Segurança de Osasco lacra 20 estabelecimentos por descumprirem Lei do Silêncio e outras irregularidades

2
Lei do Silêncio Osasco
Imagem ilustrativa

A Secretaria de Segurança e Controle Urbano (Secontru) de Osasco lacrou, nos últimos dias, 20 estabelecimentos por irregularidades como desrespeito à Lei do Silêncio, falta de alvará de funcionamento e Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB).

publicidade

As lacrações foram publicadas na edição desta sexta-feira, 8, da Imprensa Oficial do Município (Iomo).

A maioria são bares, em bairros como Rochdale, Helena Maria, Novo Osasco, Jaguaribe e Jardim Veloso. Também foi lacrada uma igreja na rua Alexandre Baptistone, no Km 18.

publicidade

Desde o ano passado, a Secontru realiza a Operação Fecha Bar, com o objetivo de fazer com que os estabelecimentos cumpram a legislação e respeitem a Lei do Silêncio, que pode gerar multa de até mais de R$ 9 mil ao infrator.

As denúncias contra bares irregulares, ou que estiverem desrespeitando a Lei do Silêncio, podem ser feitas através da Central 156, ou pelo telefone 3651-7080. Ao denunciante é garantido sigilo absoluto, de acordo com a Secretaria de Segurança.

publicidade

Confira aqui a lista dos estabelecimentos lacrados nos últimos dias pela Secretaria de Segurança e Controle Urbano de Osasco.

Comentários

2 COMENTÁRIOS

  1. Eu e meus vizinhos fizemos várias denúncias contra uma igreja evangélica que tem na rua da minha casa. Tanto quanto ao som e gritos acima do normal ,como por falta de alvará de funcionamento e laudo de bombeiro. Não sou contra o credo deles, só quero paz. Tem vez que a gritaria termina quase meia noite. E começa de sabado as 7.30 da manhã. Poxa é um cúmulo. Varios vizinhos fizeram denuncias no telefone da prefeitura e até agora nada. Quando a gente chama a policia eles abaixam o som e é so os pms sairem que eles fazem pior. Com quem temos de falar pra ter sossego??? É dificil !

  2. Gostaria que a prefeitura tivesse a mesma ação na área livre conhecida como Treze próxima a Avenida Flora, aqui não existe a lei do silêncio, nós que pagamos impostos temos que conviver todos os finais de semana, das 18 HS até às 5 HS do domingo com música alta e barulho. Infelizmente o poder público chega somente para quem paga impostos. Se a lei é só para estabelecimento não deveria existir, porque impostos são cobrados e o comércio arca com grandes taxas de impostos, já para quem não paga nenhum tipo de taxa como água, luz, esgoto, coleta de lixo e IPTU com o detalhe de não pagar nem mesmo o local em que habita, tudo é permitido. Gostaria de uma matéria que realmente retratasse a realidade como ela é realmente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGCM e Demutran preparam operação especial para o Arraiá Barueri
Próximo artigoPrefeito decreta ação da GCM para coibir “invasão” de ambulantes no calçadão de Osasco