William Galvão

publicidade

Cerca de 60 escolas estaduais de Carapicuíba e Cotia iniciaram o ano letivo sem merendeiras. Em alguns colégios os alunos estão sendo dispensados mais cedo, em outros os funcionários servem os chamados “lanches secos”, que são bolachas e suco.

Na escola Benedito de Lima Tucunduva, em Carapicuíba, o fluxo de alunos começou mesmo na segunda-feira, 6, embora as aulas tenham sido iniciadas na semana passada. Essa é uma das escolas onde os alunos têm saído mais cedo.

publicidade

“Minha filha saiu às 8h30 na segunda, aí, na terça eu nem mandei ela pra escola por conta desse problema de merenda”, conta a funcionária pública Marluce Corrêa, 46. “Na quarta e quinta-feira eles dispensaram minha filha às 10h, que seria o horário do recreio”.

Carapicuíba também enfrenta problemas com a falta de agentes de limpeza. Nas redes sociais, moradores indicam problemas também nas escolas Fabiana de Queiroz, na Vila Cretti, na Edgar de Moura Bittencourt, na Cohab II, e na Engenheiro Sales Souto, Centro.

publicidade

Sindicância

Em nota, a Secretaria de Educação do Estado, afirma que foi solicitada à Corregedoria Geral da Administração a abertura de uma sindicância para apurar a conduta de seis dirigentes regionais de ensino da Capital e Grande São Paulo, responsáveis pelas contratações dos serviços”.

Segundo o governo, caso sejam comprovadas irregularidades, haverá punições. “O problema afeta menos de 5% da rede”. A pasta afirma que não há falta de merenda e que o cardápio alternativo, o chamado “lanche seco”, é utilizado.

MP investiga desvios de merenda no governo estadual

No ano passado muitas escolas em todo o estado enfrentaram o problema da falta de merenda.

O Ministério Público investiga a cooperativa de agricultores Coaf e políticos como o ex-presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), Fernando Capez (PSDB), suspeitos de participar de um esquema de fraudes nos contratos para o fornecimento de merenda.

A investigação deve passar para a Justiça federal.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui