Sergio Ribeiro sai em defesa de Lula e diz que criaram um enredo de “mocinho e bandido”

0
Sergio Ribeiro: “Não se trata de defender Lula, se trata de defender a democracia” - Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Na segunda-feira, 22, o ex-prefeito de Carapicuíba, Sergio Ribeiro (PT), participou do programa semanal TV Secor, transmitido pela TV Osasco. E um dos assuntos discutidos por Sergio foi o julgamento do ex-presidente Lula, que é feito nesta quarta-feira, 24, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, localizado em Porto Alegre.

De acordo com o ex-prefeito, tudo não passa de perseguição política porque não há qualquer prova de crime contra Lula. Ele afirma que o ex-presidente está sendo julgado com base apenas na convicção das pessoas. “Criaram um enredo e definiram quem é o bandido e quem é o mocinho. E quem é o bandido? É o Lula. E quem é o mocinho? Falam que é o Moro”, explicou.

Para Sergio, a sociedade foi condicionada a pensar que todo político é ladrão e que deve ser condenado. Entretanto, ele lembra que os direitos fundamentais precisam ser garantidos tanto para Lula quanto para qualquer outra pessoa. “Não se trata de defender Lula, se trata de defender a democracia”, continuou.

Publicidade

Lula está sendo julgado nesta quarta-feira em segunda instância pela 8ª turma do TRF-4 no chamado processo do tríplex, da Operação Lava Jato. Caso seja condenado, sua pretensão de ser candidato a presidência pode não se concretizar. “A legalidade do processo, os direitos de defesa e o habeas corpus são conquistas da humanidade por todo o planeta. Se você tem isso violado, vira um Deus nos acuda. Vira um vale-tudo”, finalizou o ex-prefeito.

Comentários