Marco Nanini Marilia Pêra e Osmar Prado em O Cafona 1971/ Foto: reprodução

A série “Novela – 65 anos de Emoções” leva ao ar o sexto episódio inédito, no domingo, 13, intitulado “Novos Autores e Novas Temáticas”. O programa da TV Cultura será exibido às 19h30, com apresentação de Atílio Bari.

publicidade

Durante a década de 70, a censura não deu trégua aos dramaturgos que tentavam desenvolver o seu trabalho no teatro. Muitos deles, então, migraram para a televisão, acompanhados por inúmeros atores e atrizes.

Esse fato propiciou um aprofundamento definitivo na teledramaturgia brasileira.

publicidade

A telenovela passou a contar com os talentos de escritores como Bráulio Pedroso, Mário Prata, Lauro César Muniz, Jorge Andrade, além de Dias Gomes, um dos primeiros a transferir as suas preocupações humanísticas do teatro para a televisão.

Surgiram, então, novelas marcantes, como O Bofe, O Rebu, O Cafona, Escalada, Casarão, Os Ossos do Barão, O Grito e tantas outras, que trouxeram novas temáticas e abordaram questões pertinentes à realidade brasileira.

publicidade
Além dos estereótipos

Pela primeira vez o tema da homossexualidade, por exemplo, surgiria numa novela com um tratamento que fugia dos estereótipos. E Bráulio Pedroso resgatava a cultura popular, colocando as chanchadas da Atlântida em Feijão Maravilha.

Foi também na década de 70 que Walter George Durst foi buscar em Jorge Amado o material para um dos seus trabalhos mais brilhantes: Tieta, protagonizada por Betty Faria. Depois dessa novela, Durst escreveria Despedida de Casado, que não chegou a ir ao ar, por que a censura a vetaria integralmente.

Regina Duarte se tornaria a namoradinha do Brasil, a partir da Minha Doce Namorada; Marilia Pêra encarnaria a Shirley Sexy de O Cafona; e Lucélia Santos iria parar o país com a sua Escrava Isaura.

Sem falar em Sérgio Cardoso, que levava o seu talento de ator de teatro para a televisão, com Pigmalião 70, e a dupla Paulo José e Flávio Migliaccio, que com o sucesso de O Primeiro Amor, de Walther Negrão, teriam um seriado com os seus personagens: Shazam e Xerife.

Exibida aos domingos, às 19h30, com reapresentação às sextas-feiras, às 22h, a série Novela – 65 Anos de Emoções é uma realização da TV Cultura em coprodução com Hermes Frederico.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui