Início Cidades Servidores e secretário de Educação discutem volta das aulas presenciais em Osasco

Servidores e secretário de Educação discutem volta das aulas presenciais em Osasco

0
reunião sintrasp aulas osasco
Divulgação / Sintrasp

Representantes do Sindicato dos Servidores (Sintrasp) e o secretário de Educação de Osasco, Claudio Piteri, se reuniram nesta quarta-feira (28) para discutir detalhes da retomada das aulas presenciais nas escolas municipais, a partir da semana que vem.

publicidade

De acordo com o Sintrasp, foram discutidos 11 temas relacionados à volta das atividades presenciais nas unidades de ensino em meio à pandemia de covid-19.

Se para os alunos a volta inicialmente é opcional para as famílias, para os servidores, o retorno ao trabalho presencial será para todos (professores, profissionais do apoio e gestores), independente de ser do grupo de risco ou não. Piteri Justificou que todos do grupo de risco já foram vacinados com a segunda dose. Questões pontuais serão avaliadas caso a caso e afastamentos só serão permitidos via orientação médica documentada.

publicidade

O intervalo dos alunos do Ensino Fundamental mudou temporariamente de 20 para 15 minutos, por conta dos protocolos de segurança em relação à pandemia, para que se evite aglomeração entre os alunos.

Ainda segundo o Sintrasp, se houver suspeita ou caso de covid-19, tanto da parte de Servidores como dos alunos, serão suspensas as aulas da referida sala, em quarentena para observação e tratamento.

publicidade

O  Sintrasp questionou sobre como ficará o pagamento do bônus para os professores que eventualmente venham a ser afastados por suspeita e/ou covid-19, considerando que essa situação é atípica e que seria injusto o professor ter mais esse prejuízo em sua vida profissional e financeira. O secretário se comprometeu a verificar se juridicamente pode haver uma excepcionalidade nesse caso devido à pandemia.

Participaram da reunião com o secretário de Educação de Osasco o presidente do Sintrasp, Toninho do Caps, a vice, Profª Marta Barreto (também coordenadora da Casa do Professor), os diretores do sindicato Jessé Castro e João Ferreira, além do secretário-adjunto, José Toste.

Comentários