Sete cidades se unem em consórcio regional

1

Prefeitos se reuniram quarta-feira para definir a formação do consórcio / Foto: Eduardo Metroviche
Prefeitos se reuniram quarta-feira para definir a formação do consórcio / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

Fernando Augusto

Seis prefeitos e um vice se reuniram na quarta-feira, 15, em Osasco, para anunciar a formação do Consórcio Intermunicipal da Região Oeste. Para existir formalmente o consórcio deve ainda ser aprovado pelas Câmaras Municipais dos municípios. Porém, os prefeitos garantiram que a união já está consolidada.
“Barueri e Osasco assumiram o protagonismo desse projeto. Protagonismo que Barueri não tinha assumido em outras oportunidades. É importante que as cidades mais ricas tenham esse compromisso”, disse o prefeito de Carapicuíba, Sergio Ribeiro (PT).

Próximo passo é formalizar a união

publicidade

Questionados sobre o engavetamento da integração regional no passado recente, os prefeitos já se comprometeram a marcar a segunda reunião do consórcio para daqui a cerca de 30 dias, em Barueri. As últimas tentativas de união aconteceram em janeiro de 2006 e novembro de 2007, em projetos que acabaram não sendo concretizados.
Unidos em um consórcio, os municípios podem pleitear verbas e projetos conjuntamente, além de buscar soluções para problemas comuns. Os mais citados quarta-feira foram a saúde, mobilidade urbana e a destinação do lixo.
O prefeito de Osasco, Jorge Lapas (PT), disse que o consórcio da região representa um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 70 bilhões. “Esse consórcio já pode ser considerado constituído e só perde para 11 estados da União em termos de PIB”, ressaltou.

Lapas também disse que foi elaborado um protocolo de intenções para aprovação nas Câmaras Municipais. O consórcio deve ter sede própria, corpo de funcionários técnico e reuniões periódicas. “Todos saem muito animados desse encontro, que foi uma reunião de trabalho para definir quais os passos para a constituição do consórcio”, afirmou.
Participaram do encontro, além dos prefeitos de Osasco e Carapicuíba, o prefeito de Jandira, Geraldo Teotônio (PV); de Barueri, Gil Arantes (DEM); de Itapevi, Jaci Tadeu (PV); de Pirapora do Bom Jesus, Gregório Maglio (PMDB); de Santana de Parnaíba, o vice-prefeito Oswaldo Borelli (PSDB).

Prefeito e vice de Carapicuíba recebem presidente do Sindicato dos Metalúrgicos / Foto: Raphael Medeiros
Prefeito e vice de Carapicuíba recebem presidente do Sindicato dos Metalúrgicos / Foto: Raphael Medeiros

publicidade

Entidade propõe fórum de desenvolvimento regional com participação da sociedade

Um dia depois do anúncio da criação do Consórcio Regional reunindo sete municípios da região, o prefeito de Carapicuíba, Sergio Ribeiro, recebeu em audiência o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, Jorge Nazareno, para discutir a participação da sociedade civil nas ações integradas entre as cidades.

“É muito importante a participação da sociedade civil na identificação e apresentação de demandas para esse novo consórcio, na forma de um Fórum Regional”, avaliou Jorge Nazareno. Na visita, acompanhado do economista e assessor técnico do Sindicato, Edgar da Nobrega, Nazareno lembrou a necessidade de fomentar arranjos produtivos na região, identificando e respeitando as diferenças regionais e vocacionais dos municípios.

Para o prefeito Sergio Ribeiro, “esse fórum pode fortalecer o trabalho dos prefeitos e trazer demandas e avanços que não estão previstos nas diretrizes originais propostas pelos chefes do Executivo”, disse. Ele lembrou que a iniciativa é buscada desde 1997, mas deve encontrar mais apoio agora, “um momento impar, de maturidade dos chefes do Executivo e da sociedade civil [para criação do consórcio]”.
Desde o início do ano, o sindicato já se encontrou com os prefeitos de Osasco, Itapevi e Barueri para discutir o tema.

Comentários

1 COMENTÁRIO

  1. Bom dia senhores!

    Sou Shirley moradora da cidade de Osasco tenho 31 anos e uma pergunta a fazer.

    Este consorcio sugere a integraçao do transporte na questao somente do valor das tarifas que seriam as mesma tambem a integração de forma que os cartoes dos onibus municipais seram integrados tambem.
    Ou seja seria o mesmo cartao de vale transporte para estas cidades?

    Não ficou claro para mim!

    Aguardo retorno.

    Desde já agradeço.

    Shirley Soares

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCharge
Próximo artigoCafé da manhã